Especialidade de Flores: aprendendo a pesquisar

Tulipas, por Lélis Ribeiro
As flores são admiradas no mundo todo por sua beleza. Mas, muito além da beleza, as flores possuem grande importância para as plantas.

Nesta especialidade você vai aprender a identificar flores silvestres de sua região, as diferentes partes da flor, importância dos animais na polinização das flores.

Também vai aprender que algumas plantas são tóxicas e descobrir quais podem ser encontradas no seu bairro.

  1. Desenhar ou fotografar 35 tipos de flores silvestres e identificá-las corretamente.
  2. Desenhar e classificar corretamente, ou apontar numa flor ao natural, as partes da mesma: pistilo, estame, pétala e sépala.
  3. Dar o nome de seis famílias de flores e suas características peculiares. Dar o nome de pelo menos duas flores em cada família.
  4. Descrever o ciclo de vida de uma flor em particular, incluindo o papel dos insetos ou vento na polinização.
  5. Citar pelo menos duas plantas que sejam venenosas ao toque, e mencionar, se houver, alguma que exista em seu bairro.
  6. Fazer três das exigências a seguir:
    • a. Desenhar ou fotografar uma série de pelo menos seis flores, mostrando, na ordem, as cores do arco-íris – vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, violeta.
    • b. Apresentar flores frescas, secas ou prensadas que tenham: cinco pétalas, quatro pétalas, três pétalas, nenhuma pétala.
    • c. De olhos vendados, distinguir e dar o nome de duas entre cinco flores silvestres ou cultivadas, usando apenas o sentido do olfato.
    • d. Alistar flores que você observou enquanto eram visitadas – para fins de alimentação – por:
      • pássaros
      • abelhas
      • borboletas
      • mariposas
      • besouros
    • e. Observar uma flor durante pelo menos dez minutos, à luz do sol, e pelo menos dez minutos após o anoitecer, e relatar os insetos que a visitaram. Mencionar o número de visitantes, e o nome da flor.

Logo abaixo estão as alguns sites com informações confiáveis que podem ajudar no estudo desta especialidade. Apesar de confiáveis, alguns deles podem apresentar informações sob a visão evolucionista, expressões como “milhões de anos”, “processos evolutivos”, “ancestrais”, “antepassados”, etc. Desconsiderem essas informações.

Caso você tenha alguma indicação de fonte, nos mande um e-mail ou deixe um comentário.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *