Archive | April 2012

Dia dos Desbravadores 2012

Ontem foi um dia muito especial para todos os desbravadores da América do Sul. Em 8 países foi comemorado o Dia dos Desbravadores.

Estamos muito felizes, pois tivemos uma linda programação na nossa região, com a presença dos 3 Clubes. Colocamos as fotos na nossa página do Facebook, confiram AQUI. Abaixo estão algumas para dar um gostinho, rs.

Como foi a programação na Igreja de vocês? Nos enviem, para que possamos postar na nossa página também!


II Campori de Desbravadores da UCOB – Provas

Atenção líderes de plantão, a União Centro Oeste Brasileira acabou de divulgar o boletim com todas as provas do Campori, que acontecerá em setembro deste ano no Parque da Cidade, Brasília, DF.

A ideia da União é que os Clubes possam treinar para as provas e alcançarem boas pontuações no evento. Gostaríamos de fazer um pequeno comentário a respeito.

Qual é o principal programa do Clube de Desbravadores? As Classes Regulares e a classe bíblica. Por que fizemos essa pergunta? Pelo simples fato que muitos Clubes acabam abandonando o programa do Clube para treinarem apenas para as provas do Campori. Isso é inadmissível!!! Em hipótese nenhuma essas provas devem ter prioridade sobre as Classes, Especialidades, classe bíblica ou cantinho da unidade. Para que os Clubes possam treiná-las, é necessário um bom planejamento, para haver um perfeito equilíbrio entre todas as atividades regulares. Caso não haja tempo para isso, as provas devem ser deixadas em segundo plano e o Clube deve cumprir o Programa regular do Clube.

Lembrem-se sempre que vidas preciosas estão em nossas mãos e elas serão influenciadas direta e indiretamente pelas nossas decisões. O trabalho do Clube é um trabalho sério! É a Obra de Deus e esse trabalho não pode ser feito de qualquer maneira! Portanto, programem-se e tirem um tempo para treinar sim, mas sempre depois que tiver cumprido a parte que lhe corresponde no Clube.

Clique AQUI para baixá-las. Caso você não seja da UCOB, não tem problema, agora você tem várias sugestões de provas para seus acampamentos e eventos!

Caso você ainda não tenha o manual e o cartaz, clique AQUI.

Nos vemos lá!


Dia dos Desbravadores 2012 – orientações para o sermão

Estamos em contagem regressiva para o Dia dos Desbravadores e hoje vamos dar a última orientação para o programa deste ano. É sobre a parte mais importante da programação: o sermão.

O dia é dos desbravadores, mas não devemos perder de vista que a programação não é para os desbravadores, e sim uma programação especial feita PELOS desbravadores PARA a Igreja. Então, temos que manter o foco no que a Igreja aprecia para que o nosso programa não seja visto com maus olhos.

O sermão é uma das partes mais importantes pois é o alimento espiritual. O louvor cantado, o louvor através dos dízimos e ofertas, a oração são a nossa forma de adoração direta a Deus, já o sermão é uma bênção especial, um “alimento”, de Deus para nós, uma resposta à adoração.

Conscientes disso, devemos escolher o melhor pregador possível, por isso, não é o momento de colocar um desbravador para pregar, a não ser, é claro, que ele seja um excelente pregador. Melhor é escolher alguém com carisma e com boa oratória para que apresente a mensagem de maneira clara e atrativa. Essa pessoa não precisa ser um membro do Clube, pode ser um irmão da Igreja e nem precisa estar de uniforme de gala. [É claro que será muito melhor se for um membro do Clube e estiver usando o uniforme de gala].

Neste dia especial, a forma de apresentar o sermão também deve ser especial. Por isso, aqui vai uma ideia criativa de como apresentar o sermão deste ano. Para isso, você vai precisar de um pregador e uma pregadora. Obviamente, ambos devem seguir os padrões descritos acima.

O pregador deverá se vestir normalmente, com uniforme de gala ou roupa social. Já a pregadora será Rute, portanto, ela deve estar vestida a caráter. Por favor, vestir a caráter não significa simplesmente enrolar um lençol, amarrar com uma corda e colocar um pano na cabeça. Isto é horrível, demonstra total falta de preparo e desprezo pelas coisas de Deus. 

 

Se seu Clube for seguir esta sugestão, por favor, providenciem uma túnica, pode ser simples, mas de um tecido de qualidade razoável (ou seja, TNT não! rs), pois queremos dar a ideia que a Rute que está falando é a Rute que já está casada com Boaz e já teve filhos, portanto ela é rica e usa boas roupas, rs. 

 

 

 

Além da túnica, é interessante ter uma faixa de uma cor mais forte na cintura, preferencialmente de cetim, e uma espécie de turbante ou lenço na cabeça. 


As sandálias devem ser rasteiras e simples, de preferência marrom ou de couro.

 

 

 

 

 

A ideia é que a introdução do sermão seja feita pelo pregador. A partir de “Rute: conquistadora da esperança”, entra Rute, que deve pregar o sermão contando a história na primeira pessoa. Será necessário fazer uma boa adaptação do texto e é por isso que reforçamos aqui que deve ser uma pregadora realmente e não apenas uma moça bonita, pois é ela que vai apresentar a parte central do sermão. Por último, o pregador retorna em “As recompensas de Rute” e faz a conclusão e o apelo final.

E aí, gostaram? Compartilhem a foto da Rute do Clube de vocês no Facebook do Cantinho, combinado?!

 

Lamentações é um livro profético ou poético?

Essa foi uma dúvida que sempre tive desde a classe de Amigo. Já achei em vários lugares e ouvi de várias pessoas as 2 versões, alguns defendem que ele Lamentações é um dos profetas maiores e outros defendem que é poético. O grande problema é que não sabíamos em quais fontes confiar…

A líder Cristina Silva, diretora associada do Clube Alpha Centauro (APlaC), enviou um email à Sociedade Bíblica do Brasil para obter uma resposta. Agora sim temos um esclarecimento com referências de qualidade, confiram:

Lamentações é, claramente, um livro poético, apresentando inclusive a estrutura de um acróstico ou poema alfabético. Esse dado aparece em praticamente todas as introduções ao livro, inclusive as que se encontram em Bíblias de Estudo.

Outra informação que aparece em livros de introdução à Bíblia é que o livro foi colocado logo após (ou à sombra de) Jeremias quando da organização do cânone da tradução grega da Septuaginta. Essa mesma colocação foi perpetuada na Vulgata latina. (Como a Septuaginta foi preservada e organizada por cristãos, pode-se dizer que essa colocação ao lado de Jeremias teve origem cristã). Estando ao lado de Jeremias, tem-se a impressão de que o livro é profético, o que não é correto.

Na verdade, no cânone judaico (representado na Bíblia Hebraica), o livro não é nem visto como poético, pois esta categoria não existe na Bíblia Hebraica. Ali, Lamentações é um dos cinco rolos (Megilloth) que fazem parte da terceira divisão do cânone, a saber, dos Escritos (Kethuvim). Dos cinco rolos, Lamentações é o terceiro, sendo que a sequência é esta: Cântico dos Cânticos, Rute, Lamentações, Eclesiastes, Ester.

Isto parece complicar a situação, mas é assim que é, na Bíblia Hebraica. Para simplificar, e respondendo diretamente a sua pergunta: Lamentações não é um dos profetas maiores; em nossa classificação (que se vale dos conceitos “livros históricos”, “livros proféticos”, “livros poéticos”), Lamentações é livro poético. (Note, também, que o próprio livro não afirma a autoria de Jeremias.)

Quanto a fontes confiáveis, percebo que isso não é, em geral, descrito com muitas palavras, nem mesmo em livros mais elaborados de Introdução à Bíblia. Isso aparece como que nas entrelinhas ou na maneira como os autores organizam o livro de introdução à Bíblia. Por exemplo, o livro de R. K. Harrison (vou dar os detalhes abaixo) adota a sequência da Bíblia Hebraica (na apresentação dos livros bíblicos) e, com isso, separa e afasta Lamentações do livro de Jeremias. Na sua explicação do livro, ele o descreve como um conjunto de poemas. Isto significa, para mim, que o livro não é parte dos profetas maiores, e que é poético (embora Harrison não diga isso “com todas as letras”).

A referência é esta: R.K. Harrison, Introduction to the Old Testament with a comprehensive review of Old Testament Studies and a special supplement on the Apocrypha. Grand Rapids: Eerdmans, 1977, p. 1065-1071. (A questão do gênero poético aparece nas primeiras páginas: 1065-1067.)

Dr. Vilson Scholz

Consultor de Traduções – SBB

Agora que já sabemos a resposta, vamos ensinar corretamente aos nossos desbravadores, combinado?

Dia dos Desbravadores 2012 – orientações para o culto

Para terminarmos nossa série de posts sobre o Dia dos Desbravadores 2012, nosso amigo Paulo Oliveira preparou algumas orientações gerais para o culto da manhã.

Façam um belo programa em suas Igrejas e não se esqueçam de enviar as fotos para postarmos aqui no nosso Cantinho, ok?! Contamos com todos vocês. =)

O culto do sábado pela manhã terá uma rotina bem semelhante à de todos os sábados, com algumas particularidades típicas dos desbravadores. Lembramos que a igreja deve estar toda decorada, para que os membros fiquem curiosos para saber qual o propósito de tudo isso. Durante o culto, frise bastante que o programa da tarde é imperdível. Aguce a curiosidade, lembre-se que uma boa propaganda é tudo.

Para a escola sabatina, sugerimos que os desbravadores dirijam este momento e que os conselheiros passem a lição em cada classe da igreja. Para o informativo, tente fazer um vídeo da história.

Inicie a programação com a entrada das bandeiras e dos desbravadores. O ideal é que os desbravadores sentem todos à frente, para que a congregação observe a reverência e disciplina do Clube. Durante a entrada, os desbravadores não devem machar.

Após a entrada do Clube, faz-se a entrada da plataforma (algumas igrejas não adotam mais o sistema de plataforma atualmente, então fica a critério do Clube incluir ou não esta parte no programa).

Segue-se então a rotina do culto de todos os sábados: liturgia, louvor congregacional, recolhimento dos dízimos e ofertas, adoração infantil (se tiver em sua igreja), mensagem musical, sermão e outros conforme a rotina de sua igreja. O ideal é que os desbravadores façam todos os serviços deste sábado especial.

Durante o sermão, se o pregador convidado for usar o sermão oficial, sugira que ele utilize elementos visuais para deixá-lo mais interessante (ilustração por meio de uma peça, com os personagens apresentados no sermão, um vídeo, gravuras ou outros).

Ao término do culto, os desbravadores devem deixar a igreja primeiro e ficarem à porta cumprimentando a congregação.

Itinerário sugestivo:

Escola sabatina

Entrada das bandeiras

Entrada dos desbravadores

Entrada da plataforma (se tiver)

Ideais

Hino dos desbravadores

Boas-vindas

Hino inicial

Oração de invocação

Ofertório

Adoração infantil (se tiver)

Mensagem musical

Sermão

Hino final

Oração final

Saída dos desbravadores

Para mais dicas, confira as ideias para o Dia dos Desbravadores 2011 AQUI.

Novo Manual de Especialidades vem por aí!

Em novembro do ano passado, a Divisão Sul Americana criou o Grupo de Estudos de Especialidades de Desbravadores – GEED, grupo responsável pela revisão do Manual de Especialidades (AQUI). O trabalho era imenso e alguns líderes se voluntariaram nessa aventura!

Os trabalhos funcionavam da seguinte maneira: os membros tinham à disposição uma tabela com todas as especialidades a serem trabalhadas, então cada um escolhia para revisar ou traduzir/adaptar aquelas que mais tinha afinidade com a área. Após a sua revisão, a discussão era aberta a todo o Grupo. Em seguida, o Grupo fechava uma proposta semi-final, enviada para análise final da DSA.

O projeto foi completamente inovador, pois, pela primeira vez, líderes de toda a América do Sul tiveram a oportunidade de participar. Um espaço no portal oficial dos Desbravadores foi aberto, para que todos os interessados pudessem enviar suas propostas de criação ou revisão de especialidades.

Essa semana, os trabalhos foram concluídos! O novo Manual de Especialidades foi entregue à DSA, para avaliação final e envio à gráfica.

De 259 especialidades, agora teremos 473! Todas as especialidades do manual vigente foram revisadas. Em algumas, apenas alguns ajustes de texto foram necessários; outras foram completamente reformuladas. A ideia não foi dificultar nenhuma, mas tornar a proposta o mais completa e acessível possível. 103 especialidades foram importadas dos manuais da Divisão Norte Americana, Divisão do Sul do Pacífico e Associação Geral e completamente adaptadas para a realidade dos países sul-americanos. 6 especialidades foram extintas, sendo substituídas por novas propostas e o Mestrado em natureza foi dividido em Mestrado em zoologia e Mestrado em botânica.

Além do projeto de revisão e tradução/adaptação, também era de responsabilidade do GEED a avaliação de novas propostas. Ao todo, foram aprovadas 115 propostas de especialidades e 1 proposta de mestrado, o Mestrado em ciência e tecnologia, abrangendo as especialidades de informática e ciências.

Uma nova área foi criada, a de ADRA, com 9 especialidades e 1 mestrado. As propostas foram traduzidas e adaptadas pela ADRA da Divisão Sul Americana, para ficarem completamente adequadas à nossa realidade.

A área de Especialidades Regionais foi extinta e as suas especialidades foram alocadas nas suas devidas áreas. Algumas especialidades mudaram de nome e/ou de área, para se adequarem melhor ao conteúdo proposto.

Dentre as novidades importadas, agora teremos as especialidades de Futebol, Basquete, Geocaching, Digestão, Cactos – avançado, Anfíbios – avançado, Escalada em árvores… Já entre as novas propostas temos as especialidades de Orientação com GPS, Atividades em altura, Pioneirias, Ordem unida – instrutor, Arqueologia bíblica, Criacionismo, Crítico de mídia, Violão, Montagem e manutenção de computadores, entre outras! Serão novos desafios tanto para os desbravadores quanto para os líderes!

O GEED continuará existindo e a revisão do manual será periódica, ou seja, todos os anos teremos atualizações e todos poderão participar através do site oficial.

Todas as propostas já estão sendo traduzidas para o espanhol por um grupo de líderes hispanos, que são membros do GEED.

Aguardem, pois o manual será publicado no 2º semestre deste ano, já nas duas línguas. Em breve, no site oficial, será divulgada a tabela com o nome de todas as especialidades e todas as mudanças realizadas!

Maranata!

Dia dos Desbravadores 2012 – ideias para o JA

Conforme prometido, rs, eis aqui uma ideia de peça SUPER legal, criada pelo nosso grande amigo Paulo Oliveira, o mesmo de ontem, lembram? rsrs. Aproveitem, ensaiem e, não se esqueçam, enviem fotos para a nossa Equipe divulgar, ok?

O programa de J.A deve começar com um vídeo de um noticiário (pode ser baixado do YouTube) informando da prisão de um criminoso. 

Srª. Estela e Fernando na sala de casa assistem a notícia. Fernando chora quando vê que é seu pai que está indo para a cadeia. A mãe tenta consolá-lo dizendo que tudo ficará bem.

Narrador – A família SOLON mal sabia que aquele seria o início de tempos muito difíceis. Após a prisão do patriarca da família, tudo começa ficar cada vez mais difícil.

Srªa. Estela e Fernando saem à rua e as pessoas apontam e comentam:

Vizinha 1 – olha aqueles 2 ali, ficou sabendo que o marido dela foi preso?

Vizinha 2 – Sempre achei que ele fosse um bandido, e aquele menino ali com toda certeza será um bandido igual ao pai.

Vizinha 1 – É uma vergonha e agora somos obrigados a conviver com estas pessoas.

Vizinha 2 – Eu que não quero meus filhos andando com aquele garoto.

Narrador – Fernando e Estela eram mal vistos pela vizinhança, ninguém queria fazer amizade com eles. Dona Estela, que é diarista, começou a ter muita dificuldade para conseguir emprego. Fernando é visto como um marginal e os pais pedem que seus filhos não andem com ele.

Srª. Estela e Fernando saem da cena.

Neste momento o Clube irá se dirigir ao local de reuniões à frente com o diretor, para caracterizar o início de uma reunião regular. Como parte da reunião do Clube, inicia-se o momento de louvor do J.A com a igreja.

Momento de louvor com a igreja.

Alguém de uniforme de gala dá a boas-vindas à congregação, diz que é um privilégio tê-los mais uma vez ali na igreja e os convida para cantar. Cantar 2 ou 3 músicas com a congregação. Terminando o louvor, fazer a oração inicial da programação.

Recado do diretor para o Clube.

Diretor – Bem, agora que acabamos nosso devocional, o dia de hoje será muito importante para nosso Clube. Próximo à nossa sede temos o bairro das Garças, que em sua maioria são de pessoas mais carentes, e nós iremos distribuir alguns panfletos convidando os juvenis e adolescentes a participarem do nosso Clube. Então vocês estarão saindo com suas unidades. Sejam bastante simpáticos ao abordar as pessoas.

O Clube sai pela nave da igreja com alguns panfletos.

Cena Fernando e Estela em casa.

Estela – Fernando, vem cá meu filho.

Fernando – Sim mãe.

Estela – Pega este dinheiro aqui e vá até a feira e traga, por favor, ½ quilo de batata e 3 cenouras, que eu vou fazer uma sopa para o jantar.

Fernando – Tudo bem, mãe.

Fernando sai de casa e some um pouquinho de cena e um grupo de desbravadores chega à cena com panfletos.

Fernando aparece novamente com uma sacola de feira, quando é abordado pelo grupo de desbravadores.

Desbravador – Olá, tudo bem? Boa tarde!

Fernando – Boa tarde.

Desbravador (bem animado) – Você conhece o Clube de Desbravadores?

Fernando – Não, o que é isso?

Desbravador – Somos um grupo de jovens que nos reunimos e fazemos uma série de atividades, como acampamentos, ordem unida, desenvolvemos novas habilidades, fazemos caminhadas e várias outras coisas. Queremos convidar você para participar conosco do Clube de Desbravadores (nome do seu clube). Ficaremos muito felizes com você lá!

Fernando – Nossa, parece realmente muito legal, muito obrigado pelo convite, vou falar com minha mãe e ver o que ela acha.

Desbravador – Ok, mas faça o possível para estar lá conosco, estaremos esperando você.

Narrador – Os desbravadores não notaram, mas assim que eles saíram um grande sorriso ficou estampado no rosto de Fernando, era a primeira vez que alguém se aproximava dele, não para ofendê-lo ou falar que ele era um bandido, mas para convidado para fazer parte de um grupo. Começava a nascer a esperança de tempos melhores no coração de Fernando. Ele fica muito curioso para saber o que seriam desbravadores, pois ele nunca tinha ouvido falar deles antes e saiu correndo para casa.

Chegando em casa, mostra à sua mãe o panfleto 

Continue reading

Dia dos Desbravadores 2012 – ideias para ornamentação

Clique AQUI para baixar o cartaz.
O Dia dos Desbravadores está chegando! O que você já preparou? Para ajudá-los, nosso amigo Paulo Oliveira, líder de desbravadores na ABC, fez a seguinte proposta de ornamentação:

A decoração da sua igreja deve começar na entrada. Os membros, ao chegaram para a programação do Dia dos Desbravadores, devem perceber que tudo está diferente!

O ideal é que, logo na entrada, você caracterize o programa, pode ser com um portal (se for possível fazer em sua igreja) ou, se tiver um hall de entrada, você pode montar uma área de acampamento, uma mata com árvores, galhos e folhas, pode se fazer a entrada de uma caverna, etc.m para que, ao convidado chegar, ele tenha a impressão de que o culto será dentro de uma caverna. O importante é não deixar a sua frente sem nada, parecendo um dia comum.

Dentro da igreja, decore o corredor central colocando bandeiras das cores das classes nos bancos ou fazendo um trançado bonito com nós e amarras, pode se fazer algo com bambus, como se fosse uma cerca de acampamento. Use sua criatividade!

A frente da igreja será dividida da seguinte forma:

Fazer três ambientes

1) Centro da igreja, pegando o corredor central –uma rua suja com lixo e meio fio quebrado.

2) Lado direito – uma sala de estar de uma casa, com um mural de fotos, na parede, de pessoas que conquistaram esperança, no qual, ao centro, terá um quadro coberto com um pano. Este deve ser o maior quadro.
Ideia de contextualização do quadro tampado no sermão de sábado pela manhã:

Mural com fotos de pessoas que conquistaram muitas coisas, mesmo quanto tudo parecia que iria dar errado: José do Egito, Moisés, Ester, Rute, personagens da história e, ao centro, colocar um espelho coberto, que deverá ser revelado somente no final do sermão da manhã.

Todas estas pessoas tiveram suas conquistas e esperança por onde passaram e deixaram também esperança para as futuras gerações, mas existe alguém que está aqui neste último quadro que poderá fazer a diferença na vida de alguém hoje!

Pregador descobre o quadro e fala: Você, hoje pode fazer a diferença e o mais importante é que mesmo nós aparentemente sendo pessoas comuns, pelos méritos de Jesus, podemos alcançar grandes conquistas e espalhar a outros a esperança, ajudando assim a muitos conquistarem a grande esperança que é a volta de Jesus.

3) Lado esquerdo – local de reunião do Clube. Pode se ter mastros para as bandeiras (se possível, de forma que elas fiquem hasteadas), bandeirins de unidades e pode se expor uma mesa bem bonita com troféus do Clube.
Para saber como usar a ornamentação acima no seu programa, fique ligado, pois amanhã cedinho teremos uma super dica para o programa JA! 

Se você ainda não tem o sermão ou o cartaz, clique AQUI.

Doenças no acampamento

Já vimos aqui no nosso Cantinho várias dicas e ideias do que se fazer em um acampamento. Mas hoje vamos falar de um dos assuntos que mais preocupam os pais quando deixam seus filhos sob os nossos cuidados: doenças. Pode ser desde uma simples dor de cabeça até uma grave infecção intestinal.

Vamos ver as mais comuns, como preveni-las e o que podemos fazer para amenizar os sintomas até chegarmos ao serviço de saúde mais próximo.

Dor de cabeça: esse não é um problema exclusivo dos desbravadores em acampamentos, mas de toda a população! Ela pode ser causada por mais de 100 fatores diferentes. Mas o que pode fazer com que os desbravadores tenham dor de cabeça nos acampamentos?

Para aqueles que não têm nenhum problema de saúde (o que é a maioria), a desidratação é a causa mais comum, principalmente porque ficamos muito tempo expostos ao sol e ingerindo pouca água. Além disso, longos períodos sem ingerir nenhum alimento (o que também é comum) ou início de um quadro inflamatório ou infeccioso (seja bacteriano ou viral) também são fatores que podem desencadear esse mal estar.

Muito mais importante do que simplesmente dar um analgésico para a criança (até porque não devemos fazer isso), é solucionar a raiz do problema. Na maior parte das vezes, só isso resolve, mas, se a dor persistir, mesmo após tomadas todas as providências, a diretoria do Clube deve levar o desbravador ao serviço de saúde mais próximo.

Insolação:muitos confundem a insolação com a desidratação. Na verdade, insolação é a exposição prolongada ao sol sem proteção. Ela dá origem à desidratação e a queimaduras.

Desidratação: como já vimos, a desidratação é geralmente causada pela exposição ao sol em excesso, além de ingerir pouca água. Em dias comuns, a média de consumo de água deve ser em torno de 6 a 8 copos, porém, como em acampamentos se perde muito mais água, essa quantidade deve ser maior.

Os principais sintomas são a dor de cabeça, fraqueza, tontura ou até mesmo o desmaio. A solução é bem simples, dar bastante água e suco para ele, além de deixá-lo descansar na sombra, com as roupas mais frescas possível. Em alguns minutos ele já vai estar melhor. Caso não melhore, procurar imediatamente o serviço de saúde.

Queimaduras solares:isso não deveria acontecer com nenhum dos nossos desbravadores, pois é muito fácil prevenir uma queimadura deste tipo, basta usar protetor solar, boné e não fazer atividades diretamente sob o sol entre as 10 da manhã e as 4 da tarde.

Mas se acontecer, é preciso molhar a área queimada com água corrente por, aproximadamente, 10 minutos. Caso isso não seja possível, fazer compressas de água fria (não gelada e muito menos usar gelo!!!) ajudam a melhorar. Todavia, se a área queimada for muito grande, a festa acabou, é necessário levar o desbravador para o serviço de saúde, mesmo contra a vontade dele.

 

 

Hipoglicemia: a glicose é o combustível do nosso cérebro. Sem ela, ele literalmente pára de funcionar e aí a pessoa desmaia. A hipoglicemia ocorre quando o desbravador fica muito tempo sem comer nada, principalmente algo doce. Com as atividades, ele vai gastando a sua reserva e quando ela estiver chegando ao fim, ele vai começar a sentir tonturas, fraqueza, mal estar, irritação e visão turva. Este é o momento de você dar a ele um suco ou um pouco de água com açúcar. Chocolate, leite com açúcar ou balinhas não são boas opções, pois a glicose contida neles demora a ser absorvida. Mas se você não percebeu antes e o desbravador acabou desmaiando, você NUNCA pode dar nada para ele tomar ou comer, enquanto ele estiver inconsciente. Primeiro você deve acordá-lo e só depois dar o copo de suco ou água adoçada. É quase mágico, em poucos minutos ele volta ao normal!

Pressão baixa: os sintomas são os mesmos dos de hipoglicemia, mas só é possível saber conferindo a pressão do desbravador. Como isso não é muito acessível, o procedimento é simples. Como a hipoglicemia é bem mais comum, devemos primeiro tratar como se fosse uma hipoglicemia. Se ele não melhorar em poucos minutos, podemos desconfiar de pressão baixa e dar um pouquinho de sal embaixo da língua dele. Se mesmo assim ele não melhorar, NÃO tente mais nada, leve-o ao serviço de saúde imediatamente!

Câimbra: é uma contração muscular involuntária e dolorosa. Muito comum durante atividades físicas intensas ou moderadas, principalmente atividades dentro da água. Para amenizar a dor, ajude o desbravador a fazer um pequeno alongamento e, se ainda não melhorar, use compressas de água morna.

Dor de ouvido: esse é um caso complicado, pois pode indicar um quadro infeccioso grave. Não pode haver negligência da nossa parte. Por mais que pareça algo simples (e sempre esperamos que realmente seja) e por mais que haja insistência do desbravador em dizer que já melhorou!, é OBRIGATÓRIO levá-lo imediatamente ao serviço de saúde. Não perca tempo tentando diagnosticá-lo ou em tratamentos caseiros.

Diarreias e vômitos: não é porque estamos em um acampamento que devemos esquecer dos princípios básicos de higiene! (Veja mais AQUI). Diarreias e vômitos são, na maioria esmagadora das vezes, causados por problemas alimentares. Os erros mais comuns encontrados em nossos acampamentos são: tomar água não purificada/filtrada (água potável é diferente de água filtrada!), alimentos não armazenados corretamente, verduras mal lavadas, alimentos mal cozidos e mãos e utensílios sujos na hora do preparo.

Se tiver sido apenas alguma coisa estragada, sem nenhum agente infeccioso, precisamos hidratar o desbravador com soro (aquele soro em pó, distribuído em postos de saúde). O soro caseiro não é indicado, pois geralmente as pessoas não sabem prepará-lo usando a quantidade correta de sal e açúcar e aí causa mais prejuízos que benefícios. Apenas aqueles que têm uma colher de medida adequada (também disponibilizada em postos de saúde) podem prepará-lo.

Assim que o alimento estragado “sair”, o desbravador melhorará. Caso isso não aconteça, é necessário levá-lo ao serviço de saúde, pois pode se tratar de uma infecção.

Cólica menstrual: o Clube trabalha com uma faixa etária muito delicada, pois lidamos com adolescentes entrando na puberdade. Essas meninas têm muita vergonha de dizer que estão com cólica. Então, se você é homem e está notando que uma desbravadora está “tristinha”, procure uma conselheira e peça para ela ajudar a desbravadora. NÃO vá com ela! rs. Às vezes, deixá-la descansar um pouco e manter a barriga aquecida ajuda a aliviar a dor. Caso não resolva, o serviço de saúde deve ser procurado.

Infecção de vias aéreas superiores: gripe só ocorre quando se entra em contato com o vírus. Parece muito óbvio, mas não é, pois muita gente acredita que o desbravador vai gripar se tomar banho na água fria, tomar líquidos gelados, pegar chuva ou mesmo ficar no sereno à noite. NÃO, isso não causa gripe! O nariz escorrendo, dor de garganta, febre e/ou mal-estar que, às vezes, ocorrem após esses episódios são infecções de vias aéreas superiores. O tratamento é beber bastante líquido e descansar. Se tiver febre, a única solução é levar o desbravador para o serviço de saúde.

Todo líder de desbravadores deve estar preparado para saber quando deve realizar algum procedimento ou quando o caso só será resolvido pelos profissionais médicos. Sob os cuidados de um líder com este conhecimento, os desbravadores estarão mais seguros.


Recomendamos

Borboletas & Pássaros: suas características e hábitos


Hoje vou falar sobre 2 relíquias da Casa. São esses 2 livros, um sobre borboletas e outro sobre pássaros. São livrinhos bem coloridos, bem ilustrados e com várias informações interessantes sobre estes seres alados.






No de borboletas, há descrito o ciclo de vida completo e mais de 80 desenhos de espécies diferentes. Há também informações sobre onde elas são encontradas e qual o seu tamanho médio. Sabiam que existe uma borboleta que pode chegar a 21 cm de comprimento? Ela é natural do Madagascar, gostariam de saber como ela é? Só vendo no livro! rs


No livro de pássaros o maior foco é uma estorinha sobre o joão de barro, mas também há figura de vários outros pássaros de várias partes do mundo. Você também poderá encontrar informações sobre suas características ósseas e ilustrações dos diferentes bicos, garras e penas.






E aí? Ficou interessado?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...