Archive | September 2011

Recomendamos

Osmosis Jones

Você sabe o que acontece no nosso corpo quando somos infectados por um vírus ou bactéria? O que é uma célula branca? Qual a sua função? Como funciona o organismo humano frente às doenças?

Muitos desbravadores certamente já estudaram esses assuntos na escola, mas talvez não conseguiram visualizar muito bem como tudo acontece.

Há algum tempo a Éveni já tinha me contado sobre esse filme, dizendo que era muito legal, mas só tivemos tempo de assisti-lo nessa semana. Bem, agora vocês já sabem que eu concordei com ela, né? rsrs.

A história acontece no corpo de Frank, um funcionário do zoológico que tem péssimos hábitos alimentares. Ele ingere um ovo infectado por um vírus mortal e aí entra em ação o Osmosis Jones, a célula branca mais divertida e atrapalhada que vocês já conheceram! rs.

Diversão, aventura e uma verdadeira aula de fisiologia (estudo do funcionamento normal do corpo) e patologia (estudo do funcionamento do corpo frente a uma doença) humana te aguardam. Não deixem de levar para passar aos seus desbravadores no cantinho da unidade, com certeza eles terão uma outra visão sobre o funcionamento do corpo! Aproveite para discutir com eles sobre os princípios de uma alimentação saudável, os riscos da má alimentação e os perigos de se usar medicamentos sem orientação médica, pois podem mascarar os sintomas de uma doença grave.


Atividades físicas, para a classe de Pioneiro

Desenvolver as habilidades físicas, mentais e espirituais faz parte da filosofia do Clube de Desbravadores. As faculdades mentais e espirituais são muito bem trabalhadas na maioria dos Clubes, mas será que estamos dando a devida atenção à parte física? Quais atividades estamos proporcionando aos desbravadores para ajudá-los nessa área?

Não sei quantos se lembram quando as classes avançadas tinham uma parte só de atividades físicas. Inclusive, era bem puxado! Por exemplo, em Amigo da Natureza, tínhamos o seguinte requisito:

V. Saúde e Capacidade Física

2. Ser aprovado em 4 das seguinte atividades físicas:

Meninos:

  1. 2 flexões de braços em barra;
  2. 40 flexões de tronco (posição: deitado)
  3. Corrida de 10 metros 2 vezes ida e volta (total 40 metros), 12,2 segundos;
  4. Salto longo (sem impulso de 1,40 metros);
  5. Corrida de 50 metros em 9 segundos;
  6. Corrida moderada de 500 metros em 2 minutos e 20 segundos.

Meninas:

  • Despendurar numa barra com os braços flexionados, 7 segundos
  • 30 flexões de tronco (posição: deitada e sentada)
  • Corrida de 10 metros 2 vezes ida e volta em 13 segundos;
  • Salto longo (sem impulso de 1,40 metros);
  • Corrida de 50 metros em 9,5 segundos;
  • Corrida moderada de 500 metros em 2 minutos e 35 segundos.

E esses requisitos eram para os garotos e garotas de 10 anos! Infelizmente, ou felizmente, não sei, esses requisitos foram suprimidos de todas as classes e pouco restou de atividades físicas no seu currículo. Porém, ainda temos alguns requisitos aqui ou ali e devemos aproveitá-los!

A classe de Pioneiro, na seção Saúde e Aptidão Física, item 1, tem o seguinte requisito: “Preparar um programa pessoal de exercícios diários e conversar com seu líder sobre os princípios de aptidão física. Fazer e assinar um compromisso pessoal de realizar exercícios regularmente.” Eis a nossa grande oportunidade!

Bem, os médicos recomendam, pelo menos, 40 minutos de exercícios físicos aeróbicos no mínimo 3 vezes na semana. É o suficiente para a pessoa não ser considerada sedentária. Então, nosso programa de exercícios deve estar nessa faixa.

O ideal é que esse requisito seja ensinado por um professor de educação física, pois além de explicar todas as vantagens do exercício, ele ainda pode fazer um plano de atividades com os garotos e garotas.

Caso isso não seja possível, vamos a algumas dicas: primeiro explique aos juvenis a importância de se fazer o alongamento, antes de iniciar uma atividade física. Vocês podem adotar o seguinte (clique para ampliar):

Leve alguns artigos de revistas ou jornais, mostrando as vantagens de se praticar exercícios físicos, para discutir com eles os princípios de uma prática física regular. Em seguida, monte com eles um programa de atividades, para eles cumprirem por no mínimo 1 mês, lembrando que deve haver 40 minutos de exercícios pelo menos 3 dias na semana. A figura abaixo traz alguns exercícios e a quantidade máxima por semana adaptada para adolescentes (clique para ampliar):

Um fator importante é procurar algum exercício físico que seja atrativo ao desbravador, pois se fazer algo que não gostamos já é ruim, fazer um exercício físico que não gostamos é pior ainda! Para isso, você pode usar um pequeno questionário da revista VEJA, para ajudá-lo.

Aproveite o gancho do requisito para tentar trabalhar com eles algumas especialidades, como Cultura Física, Ciclismo ou Reanimação Cardiopulmonar, que estimulam a prática de exercícios físicos.

Não se esqueçam que este requisito só pode ser assinado após o desbravador ter cumprido no mínimo 1 mês de exercícios regulares, conforme é exigido na classe. Não podemos deixar este requisito de lado e mais uma vez negligenciarmos o desenvolvimento físico dos nossos garotos e garotas.

Alterações nas classes de liderança

O Ministério dos Desbravadores da Divisão Sul Americana está passando por grandes mudanças! Nesta última semana, o pastor Areli Barbosa esteve reunido com todos os departamentais das Uniões decidindo mudanças nas três classes de liderança: líder, líder máster e líder máster avançado.

As mudanças visam principalmente ao maior desenvolvimento da espiritualidade e envolvimento com a Igreja, além de corrigir e esclarecer pontos duvidosos.

A reunião durou um dia inteiro e vai continuar nesta semana. Por isso, a secretária Tânia Fanti tuitou no perfil oficial dos Desbravadores que estão abertos a sugestões (abaixo).

Vocês líderes que tenham qualquer sugestão sobre qualquer uma das três classes, por favor, nos encaminhe até amanhã (26/9) que levamos as observações diretamente para ela.

Essa é a nossa grande oportunidade de fazermos parte da história do Clube! Não percam e fiquem de joelhos dobrados para que eles tomem as melhores decisões para todos os líderes e desbravadores da América do Sul.




OsDesbravadores Desbravadores.org.br
Estamos trabalhando nas alterações para todos os cartões de Liderança – L/LM/LMA para 2012…sugestões são bem vindas.


O livro amargo, de Denis Cruz

A história de 1844 é bem conhecida entre nós (pelo menos é o que esperamos, né? rs). Porém, alguns dos nossos garotos pode ainda não entendê-la completamente, ATÉ AGORA…

O escritor Denis Cruz, de Além da Magia, é o autor do livro juvenil do ano de 2012: O livro amargo. Em contato com a Equipe Cantinho da Unidade, ele divulgou que a história do grande desapontamento será contada como jamais vista antes e enviou-nos um vídeo que ele fez para a divulgação, confiram:

Desbravadores visitam prefeita de Santo Antônio da Platina/PR

Maria Ana Pombo elogiou trabalho dos desbravadores e apreciou a visita

O Clube de Desbravadores Rocha Eterna de Santo Antônio da Platina visitou a prefeita da cidade para entregar o kit do projeto Quando Eu Amar. A prefeita Maria Ana Pombo apreciou a visita. Os desbravadores e a prefeita debateram sobre as dificuldades e desafios de governar uma cidade e como o clube poderia ser útil para ajudar nas campanhas pelo bem estar da comunidade. “Como é bom termos em nossa cidade um grupo preocupado com valores sociais…”, elogiou a prefeita.

A visita contou a presença de 15 pessoas representando o clube e com um devocional dirigido pelo pastor Cristiano dos Santos, distrital. De acordo com o pastor Cristiano a visita foi relevante para a Igreja Adventista mostrar sua preocupação com os problemas sociais. “A visita foi significativa porque a igreja saiu das quatro paredes, mostrou sua preocupação com a comunidade e revelou querer servir voluntariamente em projetos sociais”, ressaltou.

Para Flávia Baptista, diretora do Clube Rocha Eterna, o fato de a Igreja Adventista estar instalada numa cidade com predominância católica não modifica o fato de existir apoio por parte da população. “Vivemos em um munícipio aberto à religiosidade, mesmo com a grande presença de 80% de católicos, o munícipio apoia os desbravadores. Eles entendem que o nosso objetivo é trabalhar em sintonia com a prefeitura municipal e percebem que queremos colaborar com o desenvolvimento da cidadania”, explicou Flávia.

Os desbravadores ainda ressaltaram que têm respeito pelas autoridades locais e se mostraram dispostos a auxiliar em campanhas de conscientização como: arrecadação de donativos, campanha contra a violência, prevenção contra a dengue e divulgação de datas para vacinação. “A visita se encerrou com um gostoso lanche preparado pela prefeitura municipal e uma oração”, conta o pastor Cristiano.

[Colaboração: Cristiano dos Santos]

Fonte: USB

Vivendo de aparências

“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”. Provérbios 22:6

Há alguns anos ouvi uma história que me levou a refletir sobre a importância do caráter e boa conduta praticadas e ensinadas em casa.

A história conta que um jovem estava no corredor da morte quando recebeu a visita de sua mãe. Sua mãe se aproxima aos prantos de sua cela e começa a lamentar por seu ele, chorando desesperadoramente. Então ele pede que sua mãe se aproxime da cela e, quando ela acha que ele lhe dará um beijo, ele dá uma mordida em seu rosto e diz: “se hoje eu estou nesta situação é porque da primeira vez que eu peguei algo de um colega ou menti, a senhora não me reprendeu, então cresci sempre achando que a minha atitude estava correta. Portanto, se hoje estou aqui a principal culpada é a senhora”.

Esta história, apesar de ser fictícia, me levou a pensar: qual será o exemplo que estou deixando para os meus desbravadores? Será que estou ensinando a eles agirem conforme os princípios de Deus? Será que no futuro, ao encontrar algum deles, eles me culparão de não serem uma pessoa melhor porque eu não os ensinei?

Quando eu era desbravador tinha um amigo no clube que sempre que queria fazer especialidades, ele copiava as respostas das perguntas teóricas da internet e narrava que tinha feito os itens práticos e pedia para que sua mãe assinasse como prova à diretoria de que ele tinha concluído o requisito. O que me chamou a atenção não é o fato de ele mentir para conseguir algo, é o fato desta mãe não repreender o filho e ainda consentir com esta conduta inadequada.

Que cidadão para a nossa sociedade e para o reino de Deus este jovem se tornará? O que adianta viver uma farsa ou ilusão? Este jovem provavelmente irá sempre acreditar que o importante não ter ou ser algo, mas representar bem o papel que ele escolher. Não é isto que o diabo fez desde o principio, querer que o homem ocupasse um lugar que não é seu? “Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal”. Gn. 3:5.

O maior desejo de satanás era assumir o lugar Jesus, como ele não pôde usurpar o lugar do Criador, todos os dias ele batalha para que nós acreditemos que o lugar de Deus pode ser assumido hoje por cada ser humano, cada um pode ser o seu próprio deus. Parece que coisas tão “pequenas” ou “simples”, como a mentira ou trapaça, não fazem diferença, mas neste mundo onde o grande conflito é REAL, tudo está relacionado à nossa salvação.

No futuro espero que este desbravador, hoje já um adulto, não venha a ter problemas com sua conduta ética e acabe tendo complicações legais ou, quem sabe, até mesmo consequências eternas. Mas o que podemos esperar, quando desde pequeno aprendemos a fazer o que é errado? O que esperamos é que a nossa família e a liderança do Clube nos mostre como agir. Nossa natureza carnal está acostumada a agir conforme nossos próprios interesses e visando sempre ao melhor para nós. O foco da carne é o EU. Neste momento entra o papel dos pais em corrigir estes pequenos atos para que eles não se tornem um hábito. Quando algo se torna um hábito em nossa vida, torna-se ainda mais difícil se desfazer dele.

Este mesmo plano também se aplica à família de Deus. O Clube de Desbravadores é parte desta família e nós, como líderes, precisamos ensinar isso aos nossos desbravadores, mesmo quando todo o mundo age de maneira oposta. Precisamos incentivar em nossos desbravadores a criação de hábitos saudáveis e que edifiquem nosso caráter. Neste mundo o que precisamos entender é que nós precisamos cada dia mais sermos diferentes do mundo e mais semelhantes a Jesus.

Recomendamos

Clique para ampliar

Infelizmente, a leitura não faz parte da cultura da maioria dos brasileiros. São poucos os que gostam de mergulhar nas páginas de bons livros em busca de conhecimento. Muitas vezes essa realidade existe simplesmente pela falta de estímulo à leitura na infância… 

Mais uma vez entra em ação o Clube de Desbravadores. É nosso dever desenvolver as habilidades físicas, mentais e espirituais dos nossos garotos, tornando-os melhores cidadãos, preparando-os para o céu!

Como parte do programa de incentivo a leitura nós já temos à disposição o Clube de Leitura anual (veja os livros do ano de 2012 AQUI), além do livro Pela Graça de Deus, que é exigido em todas as classes.

Para que um desbravador crie desejo por ler, a leitura precisa ser agradável e uma das maneiras mais agradáveis de ler é através de histórias em quadrinhos. Porém, as histórias em quadrinhos que temos ao nosso redor só tratam de super heróis, magia, romances fúteis etc. Certamente não é apropriado para os nossos desbravadores!

Ainda não temos no mundo desbravadorístico nenhum tipo de material que contenha histórias em quadrinhos e é algo complicado dos líderes desenvolverem, pois exige uma extrema habilidade de desenho, certo? Errado!!! Como dizem alguns, na internet você consegue de tudo, inclusive um programa para fazer histórias em quadrinhos!

Pois é, quando estávamos pesquisando a imagem para o post Direitos Autorais, encontramos no blog Lousa Digital um link de um site que ajuda a criar histórias em quadrinhos, o ToonDoo. Problema resolvido!

O site é simplesmente incrível, ele permite uma variedade imensa de combinações, ambientes, personagens, objetos para você criar vários tipos de histórias, bastando apenas usar a sua imaginação. Ele é em inglês, mas não atrapalha em absolutamente nada.

Para ajudá-lo a entender melhor o funcionamento do site, confira esse tutorial AQUI. Agora com essa nova ferramenta e com o programa de palavras cruzadas, podemos criar atividades ainda mais interessantes e atrativas para os desbravadores, inclusive estudos bíblicos mais interativos, não?! 

Mais uma vez, vamos usar os recursos da internet para honrar e glorificar o nome do nosso Deus!

Direitos autorais

Fonte: Lousa Digital (Clique para ampliar)

Na quinta-feira passada um dos assuntos mais comentados do twitter foi o #kibeday. No linguajar internético kibar é copiar alguma coisa de alguém e usar como se fosse sua, sem citar a fonte ou dar os devidos créditos.

Infelizmente essa prática é muitíssimo comum em nosso meio. Os regionais e departamentais mais criteriosos ficam indignados quando recebem uma pasta com os requisitos do cartão de liderança completamente copiados, às vezes da internet ou de materiais de outros líderes. Nós aqui do blog já cansamos de encontrar os posts que escrevemos em outros blogs que os usam como se fossem seus. E quem ainda não ouviu alguém dizer que copiar um CD de músicas da igreja não é pecado, pois o intuito é pregar o evangelho?

A Propriedade Intelectual abrange os Direitos Autorais, os Cultivares (obtenção de espécies vegetais), e a Propriedade Industrial (marcas, patentes e ideias relativas à indústria)

Os três casos acima mencionados são Direitos Autorais. Os direitos do autor são protegidos constitucionalmente (art. 5. º, XXVII, da Constituição Federal) e engloba o direito moral de ser reconhecido como criador e é inalienável (que não pode vender), irrenunciável (que não pode renunciar) e não se extingue com o tempo; e o direito patrimonial que se extingue quando a obra passa ao domínio público.

São protegidos pelos direitos autorais toda obra intelectual, seja literária, artística ou científica (art 7º da Lei 9610/98). Essa proteção não depende de registro (art 18 da Lei 9610/98). Copiar um texto e utilizá-lo como se fosse seu é plágio. Alguns dizem que se não tiver intuito de lucro não há problema. Esses estão completamente errados. Além de ser antiético e contra a lei, é pecado.

Quando alguém utiliza um texto de outra pessoa como se fosse seu, moralmente falando ela está roubando e mentindo. E a Bíblia é bem clara ao dizer o que acontecerá aos ladrões e mentirosos.

E é tão fácil não ser um plagiador. Quando você estiver escrevendo um trabalho para escola, fazendo um requisito de cartão ou especialidade faça a referência bibliográfica. Veja como AQUI. Se copiar um post do nosso blog ou de qualquer outro site coloque a fonte e o link para o texto original. Não é errado usar as ideias de outras pessoas, apenas dê os devidos créditos.

E sobre copiar CDs, comprar DVDs piratas, copiar livros ou usar programas de computador sem licença? Isso é crime! Não é porque as leis no nosso país são desrespeitadas que podemos fazer o mesmo. Um cidadão do Céu respeita as leis de seu país. Se você quer ouvir o CD, compre, se quer ler o livro e não tem dinheiro, vá à biblioteca ou peça emprestado. Se os programas de computador são caros, use os softwares livres.

Pedimos encarecidamente a vocês que não deem mau exemplo a seus desbravadores. Tirar cópia do capítulo 7 do Desejado de Todas as Nações não é problema, é só uma pequena parte de um livro. Mas copiar todo o livro Pela Graça de Deus é errado. Mesmo que seu clube tenha poucas condições financeiras. Deus não vai aceitar essa desculpa. Não há desculpa para o pecado. Se você se interessou sobre o assunto e quer saber mais sobre isso, veja esse site http://www.bn.br/portal/?nu_pagina=32#2 e leia a Lei de Direitos Autorais http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9610.htm.


Dia da árvore

Ipê-amarelo. (Foto de Flávio Cruvinel Brandão)

Hoje é o dia da árvore e, em homenagem à essa data, nosso Sinais da Criação de hoje vai falar sobre a folha, uma estrutura aparentemente simples das plantas, mas que é altamente complexa, permitindo processos como a percepção da mudança da duração dos dias (fotoperiodismo) e o desencadeamento de alterações hormonais que comandam dormência e crescimento da planta, a síntese de compostos químicos fundamentais e secundários necessários para manter a vida e o crescimento da planta e a manutenção da sincronia dos processos de crescimento da planta com a sazonalidade e a produção de frutos e sementes.

Aqui está uma pesquisa publicada em janeiro de 2010, com meus comentários entre colchetes, falando sobre a tentativa de se copiar a folha das plantas.

Folha semi-artificial imita fotossíntese e produz hidrogênio limpo

Fotossíntese artificial

Fazer fotossíntese artificial é o grande sonho acalentado por todos os cientistas que lidam na área de energia. Quando o homem conseguir replicar a “mágica” das plantas, que transformam a luz do Sol em energia, estará resolvido todo o dilema energético e ambiental da nossa civilização. Apesar dos muitos avanços, o objetivo continua esquivo.

Folha semi-artificial

Contudo, em mais um passo que mostra que fazer fotossíntese artificial pode ser factível a longo prazo, cientistas chineses mudaram completamente a abordagem até agora utilizada para imitar a natureza e criaram [sic] uma folha artificial  da maneira mais prosaica possível: usando uma folha de verdade como molde [da mesma forma como foi “criada” uma bactéria recentemente].

Dada a complexidade inerente a qualquer ser vivo, os cientistas vinham tentando compreender as moléculas envolvidas e reproduzir sinteticamente as reações químicas básicas que ocorrem no interior das folhas quando elas usam os fótons da luz solar para quebrar as moléculas de água e gerar íons de hidrogênio.

O Dr. Qixin Guo e seus colegas da Universidade Shanghai Jiao Tong adotaram um enfoque diferente. Eles substituíram alguns componentes da folha de uma anêmona (Anemone vitifolia), mas mantiveram estruturas-chave da planta, alcançando um rendimento na absorção de fótons e na geração de hidrogênio que não havia sido obtido até agora.

Em vez de criarem uma folha totalmente artificial, os cientistas optaram por criar uma folha semi-artificial, mantendo estruturas da planta otimizadas pela natureza e de difícil reprodução.

Aproveitando a natureza

Inicialmente, eles mergulharam a folha natural em uma solução de ácido hidroclorídrico, o que permitiu a substituição do magnésio dos anéis de porfirina – uma parte essencial da estrutura fotossintética das plantas – por hidrogênio.

A seguir, as folhas foram tratadas com tricloreto de titânio, que substituiu as moléculas de hidrogênio por titânio.

Depois de secas, as folhas foram aquecidas a 500 °C, criando uma estrutura cristalizada de dióxido de titânio, um material que é largamente utilizado em células solares para aumentar sua eficiência. Na folha artificial, o dióxido de titânio serve como um catalisador para quebrar as moléculas de água.

A etapa de aquecimento também queimou a maior parte do material orgânico que ainda restava da folha original.

Imagens por microscopia eletrônica da estrutura da folha semi-artificial, preservando as estruturas naturais em um esqueleto de titânio. [Imagem: Zhou et al./Advanced Materials]

Preservando elementos naturais

Mas nem tudo da folha original se perdeu. Permaneceram, por exemplo, as células superficiais parecidas com lentes, que capturam a luz vinda de qualquer direção, e os microcanais que dirigem os fótons até a parte mais profunda da folha.

Foram preservados também os tilacoides, estruturas com apenas 10 nanômetros de espessura que aumentam a área superficial disponível para a fotossíntese. São os tilacoides os responsáveis pela grande eficiência das folhas na geração de hidrogênio.

Estava pronta a folha semi-artificial. Para testá-la, os pesquisadores mergulharam-na em uma solução de 20% de metanol, que funcionou como um catalisador.

Ao ser iluminada com luz na faixa do infravermelho próximo, a folha artificial absorveu duas vezes mais fótons e gerou três vezes mais hidrogênio do que os catalisadores à base de titânio disponíveis comercialmente (P25-Degussa).

Abordagem promissora

Apesar de serem números promissores em relação ao que havia sido alcançado até agora, a conversão é ainda muito ineficiente e está longe de competir com a produção industrial de hidrogênio, que hoje é feita a partir do gás natural.

Mas a abordagem mostrou-se incrivelmente promissora. Afinal, aproveitar uma parte da estrutura já desenvolvida pela natureza é muito mais simples do que tentar sintetizar toda a estrutura fotossintética natural.

Além disso, o enfoque poderá ser futuramente estudado em conjunto com as células solares fotovoltaicas tradicionais.

Bibliografia:

Artificial Inorganic Leafs for Efficient Photochemical Hydrogen Production Inspired by Natural Photosynthesis

Han Zhou, Xufan Li, Tongxiang Fan, Frank E. Osterloh, Jian Ding, Erwin M. Sabio, Di Zhang, Qixin Guo

Advanced Materials

Vol.: Published online before print

DOI: 10.1002/adma.200902039

Fonte: Inovação Tecnológica

As folhas das plantas, aparentemente tão simples, são responsáveis por uma das reações químicas mais complexas vistas na natureza, a fotossíntese. Mesmo utilizando a estrutura das folhas verdadeiras como “molde” para se gerar uma folha semi-sintética, até o momento não foi possível gerar uma semi-sintética tão eficiente quanto o “molde”. Se mesmo com um projeto tão bom e promissor quanto o visto no artigo não foi possível imitar o original, como podemos acreditar que essa estrutura fabulosa surgiu ao acaso, sem um projetista?

“A Natureza testifica de uma inteligência, de uma presença, de uma energia ativa, que opera em suas leis e por meio das mesmas leis.” Patriarcas e Profetas, página 114.

Cartão de controle do instrutor para as Classes Regulares

A Divisão Norte Americana votou, em março deste ano, a mudança do currículo das Classes Regulares e Avançadas. Na verdade, eles criaram um site inteiro com materiais e informações para ajudar na instrução das classes aos desbravadores (clique AQUI).

Um arquivo muito interessante que encontrei lá é um cartão de controle para o instrutor da classe. Nele tem listado todos os requisitos da classe e tem o espaço para colocar o nome de cada desbravador. Assim, conforme o desbravador for cumprindo o requisito, o instrutor faz a marcação, permitindo assim um melhor controle.

Apesar de bastante simples, esses cartões são extremamente úteis para aqueles que querem organizar melhor a instrução da sua classe. A Equipe Cantinho da Unidade traz para vocês, em primeira mão, uma versão brasileira desses arquivos, com os requisitos das nossas classes (os requisitos variam de acordo com a Divisão). Basta clicar nas imagens abaixo para fazer o download. (Para download dos arquivos originais, clique AQUI).

 

 

 

 

 

Observação: Os arquivos foram feitos no Power Point, em tamanho Ofício. Então, para que a visualização seja correta, ou vocês precisam imprimir em um papel ofício ou marcar a opção “ajustar à área de impressão” ou “ajustar ao tamanho do papel”, na hora de mandar imprimir, conforme figura abaixo (clique para ampliar):

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...