Sistema de Unidades – Parte 2

Montar juntamente com os instrutores um programa para o cumprimento das classes. O Conselheiro não é a pessoa responsável por instruir as classes. Ele já tem muitas coisas para fazer, se tiver que dedicar tempo à classe, a unidade vai afundar por falta de atrações. Mas isso não exclui o trabalho do Conselheiro de monitorar o cumprimento das mesmas e ajudar o trabalho dos instrutores. Eles devem trabalhar juntos, pois é o Conselheiro quem incentiva os garotos a cumprir os requisitos das classes e pode informar ao instrutor o desenvolvimento de cada um, inclusive o seu trabalho dentro de casa e também na escola.

Criar e manter atualizada uma listagem com os nomes dos desbravadores e a classe em que eles estão. Nesta listagem colocar a data de início e marcar uma data para a conclusão da classe. Faça uma lista e anexe à pasta da unidade com a classe que cada garoto seu está fazendo, para que você possa ter um melhor controle sobre o seu trabalho e também para deixar registrado por anos, décadas, quais classes foram concluídas pelos desbravadores em cada ano, por unidade.

Fazer um relatório mensal sobre o desenvolvimento dos desbravadores em seu cartão e entregar para a diretoria. Como parte de seu monitoramento no trabalho das Classes, faça um relatório elencando todos os itens cumpridos por eles, o que está faltando e a qualidade do trabalho de cada um. Entregue esse relatório para o instrutor e para a Direção, para que todos saibam como anda cada desbravador para que o Clube possa ajudá-los também no seu desenvolvimento.

Liderar a unidade, ensinando, trabalhando e permanecendo com eles durante todas as programações.

Dar bom exemplo em comportamento, presença, pontualidade, uniforme, etc. Nunca um Conselheiro vai conseguir levar os desbravadores aos pés de Jesus e fazê-los andar em seus caminhos se ele mesmo não anda. O melhor jeito de ensinar é demonstrar isso na prática. É testemunhar. Assim você prova para os garotos que é possível viver assim, cumprir com essas atividades. Como você pode exigir que seus desbravadores cumpram a classe se você mesmo não dá a mínima importância para a sua? Jesus veio ao mundo também para nos mostrar que é possível sim viver ao lado de Deus e devemos seguir o Seu exemplo. Da mesma maneira, querendo ou não, seus desbravadores vão seguir os seus exemplos, por isso, seja um imitador de Cristo para evitar falhas.

Participar da ordem unida com sua unidade. Não é porque agora o Conselheiro faz parte da Direção que ele não precise mais participar da ordem unida. Pelo contrário! Ele deve participar junto com seus meninos, dando a eles um bom exemplo, e mostrando que todos precisam saber obedecer e liderar.

Ajudar os membros da unidade em quaisquer problemas que possam surgir e manter os líderes informados. Como já dissemos, a Unidade é a base do Clube de Desbravadores assim como a família, da sociedade. Se a Unidade está passando por problemas e intrigas, cabe ao Conselheiro intervir e manter a ordem, pois se ele não conseguir o Clube todo vai sofrer. Se o Conselheiro não conseguir resolver tudo sozinho deve comunicar ao Diretor para que este tome as providências necessárias. Mesmo que ele consiga resolver sozinho, sempre deve comunicar problemas na Unidade para o Diretor. Todo o seu trabalho deve ficar transparente para todo o Clube.

Assistir às reuniões da diretoria sempre que solicitado. Não tem melhor maneira de você ficar informado de tudo o que acontece no Clube e tomar parte ativa nisso do que participar das reuniões de diretoria. Nelas, você representa a causa do desbravador e fica inteirado de todos os programas e eventos, estimulando a sua Unidade a participar de todos e fazer o seu melhor, SEMPRE.

Avisar ao diretor com antecedência se não puder comparecer à reunião. Para que a Unidade não fique sozinha e o Diretor tenha tempo de providenciar um substituto.

Montar um programa de visitação e convidar pelo menos um membro da diretoria para lhe acompanhar na visita. Essa é outra importantíssima função que e negligenciada. Um Conselheiro, para poder “aconselhar”, deve estar por dentro do que acontece com a pessoa. E a melhor forma de se fazer isso é conhecer o desbravador, ir na casa dele e manter uma amizade com seus pais. Assim vocês passaram a se conhecer melhor, se tornarão mais amigos e saberão como ajudá-los, quando houver necessidade. O Clube ganha créditos com os pais e assim eles passam a apoiar mais as atividades, sem contar que podem recomendar o Clube para amigos. Resumindo, todos ganham!

Recepcionar os novatos. Enquanto o Clube estiver fazendo um bom trabalho, pessoas passarão a freqüentá-lo, e quanto mais pessoas entrarem no Clube, mas treinada deve estar a equipe. Uma boa recepção é a chave para ganhar a confiança dos pais e dos garotos. Você deve integrar os novatos nas atividades da Unidade, mantendo sempre a harmonia dos trabalhos e desenvolvendo um espírito de amizade e companheirismo. Ajude-o a alcançar os desbravadores veteranos para que todos possam andar ao mesmo passo.

Entregar mensalmente para a secretaria do clube, preenchida devidamente, a ficha de avaliação de cada desbravador. Cada Clube deve determinar as diretrizes pelas quais os membros serão avaliados. A avaliação do desempenho dos desbravadores é função do Conselheiro, de acordo com o definido pelo Clube. Então, ele deve preencher uma ficha de avaliação com os itens propostos e entregar para a Secretaria do Clube, para que fique registrado todo o trabalho realizado por cada um.

Lançar um concurso dentro da unidade para escolher o “Grito de Guerra” da unidade. Esse é um incentivo para que você consiga criar um bom grito de guerra. Mas você pode usar qualquer critério lícito para isso, basta usar a sua criatividade.

Criar junto com a unidade a camisa da unidade. Como a Unidade tem uma identidade, esta pode confeccionar um uniforme próprio, para ser usado durante as reuniões do Clube ou sempre que ele determinar. Mas ela não pode substituir o uniforme de atividades oficial do Clube, em hipótese nenhuma.

Nota: Este material é uma continuidade das orientações para os novos Clubes e os que estão querendo se reestruturar. Essa é a base do sistema de unidades, e aqui estão expostas as principais responsabilidades dos conselheiros. Amanhã teremos as responsabilidades dos oficiais da unidade, não percam! Se vocês tiverem algum outro material a respeito e que poderia ajudar outros Clubes, por favor, compartilhe. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 thoughts on “Sistema de Unidades – Parte 2

  1. Bom dia! Pelos comentários que tenho lido, sei que vocês já sabem o quanto esse blog tem sido importante para a estruturação de muitos Clubes de Desbravadores e para o nosso não é diferentes. Então, gostaria de agradecer pelo excelente trabalho.
    Agora, vamos as dúvidas!!!!
    Bom começamos um Clube de Desbravadores (Clube de Desbravadores Selva/Quadra 27, setor Oeste – Gama) e temos todas as idades. Os Desbravadores não são da igreja. A dúvida é a seguinte: Os que tem 15 anos vão fazer o cartão de guia, e as outras classes que ele não participou, como ficam? Dessa mesma forma, os que tem 14 anos, e os que tem 13, e os que tem 12 e os que tem 11? Então, podem me ajudar com essa dúvida?
    Desde já agradeço!

    • Olá Ana Paula! O cartão das Classes Agrupadas também pode ser usado por desbravadores, exatamente para auxiliar nesta questão. Assim, ele faz as classes de idades anteriores que não acompanhou em um clube.

  2. Muito obrigado Irmãos,vcs então me ajudando muito, é que sou um Diretor novo na minha igreja em Guiné-Bissau, estou com… ja sabem como é ser Diretor do Clube pela primeira vez!!!

    • Olá, meu irmão Ricardo!

      Que prazer saber que nosso Cantinho ajuda desbravadores de outros países/continentes!!! No que precisarem da nossa ajuda, é só entrar em contato.

      Forte abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *