Conjuração ou voto de investidura?

Conjuração ou voto de investidura

Desde que entrei no Clube de Desbravadores (em 1999, não sou tão velho assim, rs) tenho ouvido o termo conjuração, sempre nas investiduras, com uma conotação de exortação, compromisso, juramento, bênção. Acredito que a maioria dos que nos leem também já ouviram, inclusive, o termo foi dito em alto e bom som na última sexta (10) durante a investidura do IV Campori Sul-Americano.

Mas enfim, o que quer dizer este termo tão “nobre” e “solene”?

Este assunto veio à tona quando em um grupo de amigos, um questionou o significado da palavra. A princípio, uma indagação sem sentido, porém, para todos foi uma grande surpresa! Vamos ver o que significa conjuração, conforme dicionário online Michaelis:

con.ju.ra.ção. sf (lat conjuratione) 1 Ato de conjurar. 2 Conspiração contra a autoridade estabelecida. 3 Combinação de várias pessoas para causar dano; maquinação, trama. 4 Esconjuro, exorcismo, imprecação.

Espanto para todos! Durante todos esses anos, fizemos exatamente o oposto do objetivo, estávamos amaldiçoando nossos líderes e desbravadores e levando-os a “causar dano, maquinação, trama”, “conspiração contra a autoridade estabelecida”. Após um tempo de discussão, foi feita uma sugestão de modificação do termo para VOTO DE INVESTIDURA, agora sim representando uma exortação de compromisso e dedicação cristãos.

Inclusive, o novo Manual Administrativo traz o termo voto de investidura. Por este motivo, solicitamos a todos que nos acompanham que optem pelo uso do termo VOTO DE INVESTIDURA, trazido pelo Manual, e façam uma campanha em seus Clubes e Igrejas, para que não mais usemos este termo de significado sombrio, e sim que possamos ajudar nossos desbravadores a assumirem um compromisso real ao lado do nosso grande líder Jesus!

1- Alberto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11 ideias sobre “Conjuração ou voto de investidura?

  1. Puxa, pra voce ver que fazemos muitas coisas sem sequer gastar tempo em pesquisa né?! Já vi nome de clube homenageando personagens da história que nada tem a ver com a nossa filosofia… Parabéns pelo post!

    • Primeiramente, Rodrigo, é um prazer vê-lo aqui no nosso Cantinho! Seja sempre bem-vindo!

      Sim, por quanto tempo repetimos e repetimos, jurando ser outra coisa! Ainda bem que a discussão veio na hora certa.

      Forte abraço!

  2. Excelente matéria!
    Com certeza acataremos a sugestão do novo manual.
    Parabéns pelo trabalho do cantinho a unidade!
    Grande abraço!
    Clube Amigos do Rei. ASM – UCOB

  3. Meu querido líder Alberto, fico radiantemente feliz qdo vejo o seu desprendimento para o trabalho de Deus, continue a Salvar do pecado e guiar no serviço, pois esta é a vontade do Pai.
    Gostaria de colaborar com algumas explicações, mas antes dizer que sou plenamente favorável a modernização de alguns termos e procedimentos, pois assim trazemos uma roupagem mais atual e podemos alcançar mais facilmente os nossos objetivos.
    O termo “conjuração” que sempre foi utilizado vem do termo “conjurar” e este vem so latin “conjurare”, que além dos siguinificados que vc postou tem outros que foram ao meu ver o que motivou os tradutores naquela época a elegerem este termo como o mais adequado. “Conjurare” em latim ou conjurar em nosso português significa também prometer solenemente, além de outros significados que remetem bem ao nosso cerimonial tais como: trazer a lembrança e buscar na memória. Tais significados fazem com que nós entendamoa facilmente a singeleza impar daquele momento.
    Esclareço ainda que o objetivo da minha postagem não é dizer que prefiro o termo conjuração ou que a mudança não é bem motivada, e sim e tão somente explicar a motivação para o uso do termo por todos esses anos, despido de saudosismo e apego ao passado.
    Um grande abraço do seu sempre amigo Elielson
    Obs.: peço desculpa pelos erros ortográficos, apesar do texto um pouco grande eu digitei tudo pelo celular.

    • Grande Elielson,

      É um prazer encontrá-lo no nosso Cantinho! E é um prazer servir a este ministério, que Deus continue a abençoar todos nós.

      Acredito plenamente na boa intenção da pessoa que usou o termo pela primeira vez. Tenho certeza que queria algo que representasse realmente um voto solene. Infelizmente não temos muitos registros de quando se deu uso, quem o iniciou e a motivação. Mas, a despeito disso, precisamos sempre pesquisar e renovar, e sei que você é totalmente a favor de mudanças, desde que sejam para melhorar.

      Quanto ao termo conjurare, só o encontrei na Wilipedia. Nos demais lugares, encontrei conjuratione e por isso as denotações ruins. Onde mais você encontrou conjurare? Queremos saber o máximo desse assunto, para podermos explicar melhor nossa ideia.

      Forte abraço e obrigado mesmo pelas palavras! =D

  4. Muito interessante a questão de um dos significados de conjuração. Ressalto apenas que o novo Manual apresenta as duas possibilidades (voto de investidura entre parênteses) não só o voto de investidura, tendo em vista o largo uso e o sentido também positivo de conjuração.

    • Boa tarde, pr. Samuel,

      Seja bem-vindo ao nosso Cantinho!

      Realmente o Manual Administrativo traz o termo conjuração, por isso solicitamos aos líderes que nos leem que optem pelo uso do termo voto de investidura. O fato de continuarmos com essa visão e solicitando, ainda, que os líderes não usem conjuração se deve porque não encontramos, até agora, nenhum significado positivo do termo nos materiais que pesquisamos. O único que nos foi apresentado, pelos comentários, vem do termo em latim conjurare, além de citarem que no nosso meio ele tem uma conotação positiva. O problema é que esse não é o termo em latim encontrado no dicionário, e sim conjuratione. Inclusive, a fonte onde cita conjurare é a Wikipedia e não vimos em nenhum outro material de maior confiabilidade. Já o segundo motivo apresentado não é plausível, visto que a conotação da palavra não é dada apenas pelo seu uso comum em um grupo de pessoas (às vezes isso ocorre, mas ainda não ocorreu com conjuração) e, por isso, devemos nos restringir ao que o próprio dicionário define, afinal, esta é a sua função. Desta forma, como não encontramos nenhum único [desculpe a redundância] sentido positivo, insistimos com nosso apelo.

      Tenho a plena certeza de que quem usou o termo a primeira vez no nosso meio não teve nenhuma intenção ruim, pelo contrário, escolheu uma palavra que, a princípio, teria um significado ainda mais nobre. Infelizmente, ele errou na escolha e, agora detentores do conhecimento, não podemos continuar no erro.

      Forte abraço!

  5. irmão alberto veja só o que o irmão Sergio Rigoli me escreveu . Sergio Luiz Rigoli Acho que faltou um detalhe na interpretação … a “conjuração” não e para a investidura mas caso o investido não continue a honrar os ideais recitados no Voto e Lei . Assim sendo fica “cominado” , “ajustado” , que o mesmo esta “ligado por honra” a devolver aquilo em que foi investido , ou seja ganhou “posse” ou tomou o cargo ou foi lhe provido , a Associação ou União ou Divisão que o investiu desta “autoridade” , uma vez que as instituições superiores dos Desbravadores que detêm o domínio dos distintivos e insignias que as representam. A seriedade da conjuração e para ficar bem claro que caso o investido não mais esteja de acordo com o Voto e Lei dos Desbravadores estará conjurado , pois estará causando dano a imagem dos Desbravadores , estará conspirando contra a autoridade que o investiu ( deu posse ) e assim por diante . Erro de entendimento na aplicação da conjuração que faz parte dos Desbravadores desde seu principio . Rigoli – Curador do Museu dos Desbravadores da DSA Ola Gabriel . Não tenho duvidas de nada , mas a duvida que voce e seus amigos levantaram acima ‘e a razão de eu escrever. Fui investido com conjuração e tudo o mais em 1979 ainda como Líder MV. Nos anos 80 participei da criação das Classes PLA ( Pathfinder Leadership Award que foi traduzida por Líder Master ) e APLA ( Advanced Pathfinder Leadership Award que foi traduzida por Líder Master Avançado ) na comissão da Conferencia Geral nos USA . Nestes não poucos anos de Líder tenho feito esta investidura e conjuração por algumas centenas de vezes incluindo os 4 anos que fui Departamental de Desbravadores da APO ( na época com sede em Campinas – SP ). Dicionários “online” não são de credibilidade e acima de tudo refletem apenas o significado atual e usual . Sendo assim vou anexar para voce o dicionario Renovação Internacional que e da mesma época da edição do Manual onde aparece a Conjuração na Investidura , e tambem todo o texto da conjuração do Manual MV. Como escritor tambem gosto sempre que possível colocar alguma citação Bíblica para ajudar a elucidar a questão . Neste caso tem 3 citações no livro de Cantares onde o Sábio Salomão escreve …”conjuro-vos, o filhas de Jerusalem … Cantares 2:7 ; 3:5 e 8:4 . NO novo Testamento Paulo escrevendo aos Tessalonicenses 5:27 …” conjuro-vos pelo Senhor ( com letra maiúscula ou seja conjurando por DEUS ) , que esta epístola seja lida a todos os irmãos ” … Tomando assim a palavra conjuro ou o verbo conjurar a conotação ou sentido de ROGAR com instancia ou insistência . Sendo assim , complementando o que havia escrito antes a conjuração e o ato de rogar pra que os investidos não deixem de cumprir em suas vidas com os ideais do Voto e Lei dos Desbravadores . E por isso que na conjuração diz : ” Portanto conjuro que, pela graça de Deus , vos esforceis todos os dias a acariciar estes elevados princípios …” Não tem nada de errado em usar o termo conjuração . Não e um sacrilégio mas o uso de um termo rebuscado de grande efeito fonético e enorme abrangência na língua portuguesa . O desconhecer da lingua as vezes nos prega peças . Quer outro exemplo : No Lema original “O amor de Cristo me CONSTRANGE” a palavra constranger tem um significado muito mais forte e abrangente que MOTIVA . Voce pode ser , por exemplo motivado a trabalhar porque tem fome e precisa comer … mas ser constrangido a fazer algo , usando os mesmos princípios de dicionario pode-se dizer de constranger que e sinônimo de : ” obrigar por foça , violentar , forçar etc…” Ja pensou que seria o amor de Cristo violentar alguém ? Mas Paulo escreveu que o AMOR de CRISTO nos Constrange 2 Corintios 5 : 14 . Desculpe a longa aula , mas sabe como e Curador de Museu , escritor mas acima de tudo alguém que tem triângulos e globinhos correndo nas veias desde 1969 não poderia deixar que esta explicação passasse batida de forma nenhuma. Engrandeço seu interesse e iniciativa em ajudar como instrutor numa pagina do FB , e louvo por esta iniciativa. Continuo as ordens se precisar .
    Foto de Sergio Luiz Rigoli.

  6. Caro Alberto como já ouvi em varios votos de investidura sei que se porventura eu nao viver mais meus ideais como desbravador devo devolver meu lenço.
    Queria saber como isso ocorre.
    Acontece uma cerimónia?
    Eu posso recupera-lo novamente ?
    Se o Sr. Puder me responder eu agradeço !

    • Pedro, boa noite,

      Na verdade, não existe uma regulamentação da forma como isso ocorre. Pela experiência que já tivemos e vimos em alguns lugares, geralmente a pessoa só devolve para o diretor do Clube ou mesmo guarda em casa e não usa mais.

      Em se tratando do lenço de desbravador, ele pode voltar a usá-lo imediatamente após retornar para o Clube. Já o lenço de líder, é necessário verificar as exigências contidas no cartão de líder, na parte introdutória.

      Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *