Archives

Lançado novo Manual Administrativo do Clube de Desbravadores

Anterior - 1991

Anterior – 1991

Atual - 2013

Atual – 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após uma espera de 22 anos, a Divisão Sul-Americana lançou, na última semana, durante o IV Campori Sul-Americano de Desbravadores um novo Manual Administrativo!

A novidade não está apenas na capa e novo layout. Trata-se de muito mais que uma simples readaptação do texto antigo. Após o trabalho realizado por 7 revisores/autores e 7 colaboradores, o novo Manual tem a proposta de regulamentar procedimentos em todas as esferas do Clube de Desbravadores. Ainda, foi escrito seguindo a lógica de funcionamento do Clube de forma que, ao ler todo o material, qualquer pessoa saiba o necessário para iniciar um novo Clube!

Quer saber mais? Adquira o seu agora mesmo pela Editora Sobre Tudo e fique de olho, que postaremos aqui algumas das principais novidades!

1- Alberto

Carta de apresentação

– O que você costuma fazer nos finais de semana?

– No sábado eu vou à Igreja e no domingo eu participo do Clube de Desbravadores. Você conhece?

– Clube de quê?

– Desbravadores. Você nunca ouviu falar?

– Des-bra-va-do-res? Não conheço não. É novo? Ah, você é escoteiro?!

Acredito que a maioria de nós já se deparou com esse fatídico diálogo em algum momento das nossas vidas! E a grande pergunta é: por que as pessoas não conhecem o Clube de Desbravadores? Apesar de dura, a resposta é bem simples e direta: os Clubes daquela comunidade não estão cumprindo adequadamente o programa!

Nós prometemos ser um Clube aberto à comunidade, dispostos a servir a Deus e à pátria. Mas, o que estamos fazendo pela nossa comunidade? Ao menos já apresentamos o Clube em alguma escola convidando os alunos a participarem das nossas atividades? Se nunca fizermos isso, certamente continuaremos a nos deparar com aquele diálogo…

Está na hora de usarmos todos os recursos que o Clube disponibiliza para salvar a comunidade ao nosso redor! A melhor parte é que estamos em tempo de já realizar essa mudança para esse ano! O primeiro passo é ter uma boa direção, preparada para receber vários membros novos. Em seguida, vamos sair da nossa zona de conforto e ir às escolas nos apresentar. Só assim os garotos e garotas da comunidade terão a oportunidade de nos conhecer!

Com uma boa apresentação, muitos já ficarão loucos para entrarem no Clube, mas mais do que convencer os “desbravadores”, precisamos convencer seus pais. Para isso, é necessário realizar uma reunião de apresentação aos pais e ao final já realizar as inscrições. A melhor maneira de convidarmos os pais para essa reunião é entregar aos garotos e garotas na escola uma boa carta de apresentação. Muito mais do que um simples convite, a carta oferece também a salvação àquelas almas!

Para ajudá-los, estamos disponibilizando um pequeno modelo, elaborado pelo jornalista Maurício Júnior, diretor associado do Clube de Desbravadores Bandeirantes/APlaC.

Como todos os arquivos que postamos no Slideshare, basta clicar no pequeno ícone (com o símbolo do Slideshare) no canto inferior esquerdo que na página que vai abrir já tem a opção de salvar o arquivo. Para facilitar, já deixamos marcado em amarelo as partes para vocês alterarem, de acordo com o local e data da reunião e nome do Clube.

Muito mais se pode fazer para que o Clube seja conhecido, como se empenhar, de fato, nos projetos comunitários desenvolvidos em sua cidade, além de participar das atividades cívicas e estar sempre à disposição da Prefeitura/Administração Regional. Esse é apenas o primeiro passo, os outros valem um novo post…

Reunião de direção – como conduzir?

Semana passada tivemos a primeira reunião de direção do Clube de 2013. Lembramos,  então, que não tínhamos nada escrito sobre isso. Bem, essa também foi a sugestão da Rita de Cássia Santos, que entrou em contato com a nossa Equipe via email.

Esse é um mês em que as reuniões de planejamento devem ser frequentes. As atividades do Clube voltam em fevereiro, é necessário que todo o programa de atividades esteja definido até lá. Todo o planejamento anual deve ser feito, todos os cargos definidos, todas as metas traçadas. Quais os objetivos do Clube em 2013? Quais as metas? Quais os recursos? Quais os projetos?… Se sua direção não sabe responder a essas perguntas, ela não sabe onde quer chegar com o Clube…

O momento para se definir todas essas propostas é nas reuniões de direção. Infelizmente, muitos negligenciam esse momento crucial na vida de um Clube. Fazem reuniões sem planejamento, sem uma adequada condução, sem o tempo necessário ou muitas vezes faz apenas um momento após a reunião do Clube, quando todos estão cansados e com fome. Certamente não há como ter produtividade nessas situações.

Que tal fazer diferente daqui para frente? Para ajudá-los, separamos algumas dicas. Aproveitem e já coloquem em prática na próxima reunião!

Christian Barbosa, um dos maiores especialistas em gerenciamento do tempo e produtividade pessoal e empresarial, escreveu um artigo onde relata técnicas para serem aplicadas em uma reunião [de direção], uma vez que, segundo ele, o condutor da mesma tem a missão de fazer com que ela atinja os objetivos propostos. Veja:

  1. Estabeleça previamente os propósitos da reunião – Para que uma reunião seja produtiva, todos os participantes devem estar preparados e esclarecidos sobre o motivo dela, bem como sobre o que será discutido. Reuniões de última hora devem ser evitadas.
  2. Convoque certo – É importante analisar o motivo da reunião, para que se possa convocar as pessoas que realmente forem indispensáveis para tratar sobre o assunto proposto. Fazer número na sala de reunião é dispediçar o tempo de algumas pessoas.
  3. Abra a reunião explicitando os propósitos – Ao iniciar a reunião leia o objetivo e a pauta da mesma, deixando-os visíveis durante toda a reunião.
  4. Utilize um relógio no centro da mesa – Ter o controle do tempo da reunião é um desafio para os condutores da mesma, assim uma solução a isso seria um relógio grande no centro da mesa para que seja visível a todos e não apenas ao condutor. Assim, todo o grupo será conscientizado e se preocupará com o tempo.
  5. Registre a memória da reunião – Para que a conversa não se perca ou fique prolixa, registrar as principais idéias discutidas na reunião e os próximos passos pode ser uma boa saída.
  6. Avalie o processo – Para ajudar você a aprimorar sua técnica, faça após a reunião uma pesquisa com os participantes sobre a mesma e seu processo de condução.

Pauta

A definição de uma pauta na reunião é fundamental para que o assunto mais importante seja de fato discutido e as decisões sejam tomadas – o tema deve ser comunicado previamente a todos os participantes. Sem um foco principal, o assunto pode ficar disperso, fazendo com que os participantes se desinteressem.

É muito importante existir o acompanhamento e a cobrança das ações que foram definidas. Sem estas ações, este encontro entre líderes pode perder o efeito e a credibilidade. Uma medida eficaz neste sentido é a ata da reunião para documentar quais são as responsabilidades de cada um dos participantes sobre determinado projeto, bem como os prazos estabelecidos para as tarefas. O Clube de Desbravadores criou péssimos hábitos na condução e realização de reuniões. Não há cumprimento de horários, as pessoas são chamadas de última hora, a condução é cheia de conversas paralelas e fica difícil manter o foco.

Reunião efetiva

Uma reunião serve para resolver problemas. Os erros são sempre os mesmos: muita notícia, muito apelo — e pouca análise e discussão de soluções.

Por exemplo, eu já vi várias vezes os diretores falando que os desbravadores estão saindo do Clube, estão desanimados e que o Clube está perdendo seus membros. E o que fazem em seguida? Passam para o próximo tópico ou somente dizem “precisamos trabalhar isso!”. Ora, perder o interesse dos desbravadores é um erro grave dentro de um Clube e merece uma ação ordenada para a sua resolução. Não basta apenas dizer que é necessário, é preciso criar planos e projetos para solucionar o problema. Ao final da reunião, cada membro deve ter o seu “dever de casa” para fazer.

Os Clubes gastam muito tempo só fazendo apelos sobre a importância da mudança e se esquecem de dizer COMO as pessoas vão conseguir fazer de fato as mudanças — e é isso que realmente interessa.

Local/horário

Apesar de parecer óbvio, a escolha do local e do horário são extremamente importantes na condução de uma reunião. É necessário checar se o local possui condições adequadas para todos se sentarem com o mínimo de conforto; se há ventilação/acondicionamento de ar adequado (locais muito quentes impedem a produtividade das pessoas); se não é barulhento, para não desviar a atenção. Além disso, deve-se proporcionar um meio para que todos possam fazer anotações (caso o local não possua mesas/carteiras, pode-se distribuir pranchetas e folhas de papel).

Como visto no início, o horário é extremamente importante. Em uma reunião, o horário adequado é diretamente proporcional à produtividade dos líderes. Assim, estão descartadas reuniões após as atividades do Clube, após o culto, a menos que haja um assunto realmente inadiável. Neste caso, essa é a exceção, nunca deve ser a regra!

Outro item a analisar também não é apenas a atividade que antecedeu a reunião, desgastando os líderes, mas também se há alguma atividade a ser realizada após a reunião, como o JA! Já vi muitas vezes os diretores correndo com a reunião para dar tempo de terminá-la antes do culto jovem, ou avançando o horário e dando um péssimo exemplo!

Como conduzir a reunião

  • Postura: a reunião de direção é o momento onde todos devem participar ativamente da definição/resolução dos itens. Deve ser um ambiente democrático. Isso não exclui o fato de que o líder deve cumprir o seu papel de condutor da reunião. O líder necessita manter uma postura amigável e acessível, para não intimidar os demais participantes.
  • Apresentar os temas de discussão, de acordo com a pauta: novamente reforçamos a importância da pauta. Assim, o dirigente da reunião deve mencionar todos os assuntos que serão discutidos (mesmo que os participantes já tenham tido acesso à pauta), e segui-los na condução da reunião.
  • Permitir a participação de todos: se a pessoa foi convidada para a reunião, sua presença é importante. Deste modo, ela deve ter o direito de ser ouvida. Se a reunião não for um momento para discutir ideias e ouvir as pessoas, ela não é necessária! Basta enviar as orientações por email ou boletim impresso… poupa tempo de todo mundo!
  • Conduzir as falas: não é porque todos têm direito de falar que todos podem falar ao mesmo tempo! O condutor da reunião deve assegurar que todos tenham tempo para expressar as suas opiniões e também deve cuidar para que as participações não fujam do tema da pauta. Se for necessário, dê uma cortadinha nos mais faladores e faça perguntas diretas aos mais tímidos.
  • Não ridicularizar: como já dissemos, deve haver abertura para a participação de todos. Mas mesmo que a ideia do outro seja imprópria ou impraticável, não significa que se pode ridicularizá-lo. É necessário explicar com educação porque aquilo não é possível, ou então apenas desconversar o assunto e prosseguir. Uma pessoa que se sente rejeitada em uma reunião pode definhar e até mesmo sair do Clube. Não queremos isso!
  • Anotar os resultados: todos os pontos tratados devem ser resumidos e anotados. A forma mais prática de se fazer isso é anotar na pauta, à frente do item. O secretário da reunião pode imprimir uma pauta com mais espaço entre os itens. Deste modo facilita a elaboração da ata posteriormente.
  • Iniciar e encerrar com oração: as reuniões precisam ser guiadas por Deus, por isso precisamos pedir Sua presença em cada uma delas, antes de começar, e pedir a Ele que os assuntos que foram tratados ali surtam os efeitos necessários. A verdadeira unidade só vem através das bênçãos de Deus. “Temos muitas lições para aprender e muitíssimas para desaprender. Tão-somente Deus e o Céu são infalíveis. Quem acha que nunca terá de abandonar uma opinião formada, e nunca terá ocasião de mudar de critério, será decepcionado. Enquanto nos apegarmos obstinadamente às nossas próprias idéias e opiniões, não poderemos ter a unidade pela qual Cristo orou”. (Ellen White, Vida e ensinos, p. 203).

Ata

Este é um item importantíssimo, que muitas vezes é negligenciado… A ata é o registro breve e organizado das decisões tomadas na reunião. Para saber como fazer uma ata, clique AQUI.

Fontes:

7 dicas de como conduzir uma boa reunião | Sucesso News

Como conduzir uma reunião | Portal Carreira & Sucesso

Como fazer reuniões eficientes | Exame

Curso de Treinamento de Diretoria – nível básico

Com a publicação dos novos cartões de classes, novos cursos são definidos como requisitos à investidura nas classes de liderança. O primeiro deles, que é exigido na classe de Líder, é o Curso de Treinamento de Diretoria – nível básico.

Apesar de um nome diferente, o curso é o tão conhecido TBD – Treinamento Básico de Diretoria (ou CTBD – Curso de Treinamento Básico de Diretoria). Com tantas novidades, é possível que a Divisão Sul-Americana publique novos currículos para cada um deles. Mas enquanto isso, levando em conta a atual realidade que os Clubes estão vivendo e as novidades no Ministério dos Desbravadores, nossa Equipe preparou um currículo sugestivo para esse curso.

Lembrando que esse é um curso preliminar, ou seja, apenas os novos membros da direção do Clube devem participar, pois ele faz uma abordagem geral do funcionamento do Clube. Como ele tem duração de 20 horas, deve ser ministrado em um acampamento de fim de semana, com estrutura adequada para a apresentação do conteúdo áudio-visual e demais atividades.

Download 

A partir dessa semana, publicaremos também os arquivos em powerpoint, para quem desejar utilizar esse modelo de curso em sua região/Associação.

Planejamento anual

O planejamento anual é a base das atividades do Clube de Desbravadores durante o ano. É nele que estarão definidas todas as reuniões, eventos, acampamentos, projetos comunitários, missionários, visitas, confraternizações… Ou seja, através dele, todo o programa do Clube estará definido para um ano.

O momento adequá-do para prepará-lo é exatamente em dezembro, pois os Clubes já estão de férias, já recebemos o calendário do

Campo Local e podemos preparar adequadamente a equipe que irá trabalhar no ano seguinte.Então, como fazer o planejamento anual? Primeiramente precisamos diferenciar agenda de planejamento. Na agenda, estão apenas os eventos relacionados às datas, por exemplo, dia 29 de janeiro – cerimônia de abertura, dia 28 de abril – Dia do Desbravador. No planejamento, precisamos detalhar as atividades daquele dia, com os respectivos responsáveis e locais, por exemplo:

Dia 5 de fevereiro – reunião normal. Escola tal.

8h30min – Abertura da reunião / civismo – diretor do Clube 

8h45min – Cantinho da unidade – conselheiros 

9h30min – Ordem unida – instrutor fulano de tal 

10h00min – Instrução de classes / especialidades – instrutores 

10h50min – Recreação – fulano de tal 

11h20min – Encerramento – diretor do Clube

Mas antes de fazermos o planejamento, precisamos montar a agenda. Essa é a parte mais fácil. Primeiramente você pega a agenda do seu Campo e coloque já no seu calendário todas as datas de eventos. Por exemplo: 27-29 de janeiro – Convenção de Liderança do Ministério Jovem. 7-10 junho – Encontro de líderes de desbravadores. 30 de outubro a 4 de novembro – II Campori de Desbravadores da UCOB. E assim suscetivamente. É necessário verificar também as datas de outros departamentos, para não haver choque de programações.

Após concluir essa parte, reúna a sua liderança (isso inclui toda a diretoria, conselheiros e instrutores). Listem todas as atividades que vocês gostariam de realizar naquele ano: acampamento interno, caminhada, 3 projetos missionários, semana de oração, 4 projetos comunitários, investidura… Caso vocês tenham dúvidas sobre o que deve ser feito em um ano, confiram o Ranking dos Desbravadores. Em seguida, procure na sua agenda datas possíveis para esses eventos. Depois disso, basta escolher as folgas e o restante dos dias serão as reuniões normais.

Agora que vocês já têm a agenda anual, vocês devem partir para a parte do planejamento. Abaixo de cada evento, agora, você deve planejar o que será a atividade, onde e quem é o responsável por ela. Um detalhe importante é planejar até mesmo as reuniões normais, conforme modelo acima.

Em continuidade (provavelmente serão necessárias 2 ou 3 reuniões), vocês farão o planejamento das classes e especialidades (confira AQUI).

Sabemos que existem imprevistos que podem modificar o que planejamos, mas com o planejamento prévio, até mesmo lidar com esses imprevistos se torna mais fácil! Faça o possível para seguirem o que planejaram, para que vocês cumpram com todas as suas metas.

Para facilitar, fizemos um pequeno modelo de agenda abaixo (até o mês de março), com o planejamento de algumas atividades. Não se esqueçam que todas devem ser planejadas!

Janeiro

27-29 – Convenção de Liderança do Ministério Jovem

Local: CATRE

Responsável: Associação Planalto Central

Fevereiro

6 (domingo) – Abertura oficial

13 (domingo) – Reunião Normal

Local: Escola Municipal X

8h30min – Abertura da reunião / civismo – diretor do Clube 

8h45min – Cantinho da unidade – conselheiros 

9h30min – Ordem unida – instrutor fulano de tal 

10h00min – Instrução de classes / especialidades – instrutores 

10h50min – Recreação – fulano de tal 

11h20min – Encerramento – diretor do Clube

19 (sábado) – Reunião Normal 20 (domingo) – Reunião Normal

26 (sábado) – Reunião Normal

27 (domingo) – Reunião Normal

Março

5 a 6 – Folga – Acampamento de Verão

12 (sábado) – Início das Classes Bíblicas

Local: Escola Municipal X

Responsável: Cicrano (capelão)

15h30min – Abertura da reunião/devocional/divisão dos desbravadores – diretor do Clube

16h00min – Explicação do funcionamento da Classe Bíblia e primeira lição – Capelão

16h45min – Dinâmica – Beltrano

17h00min – Encerramento – Diretor do Clube

13 (domingo) – Reunião Normal

19 (sábado) – Reunião Normal

20 (domingo) – Reunião Normal

26 (sábado) – Projeto Comunitário

Local: Bairro Y

Atividade: Distribuição de folhetos de saúde

Responsável: Fulano de Tal

Descrição: Em janeiro, até o dia 31, procurar a Secretaria Municipal de Saúde. Apresentar o Clube de Desbravadores e disponibilizar-se ara trabalhar para a comunidade. Informar-se dos projetos desenvolvidos no âmbito da saúde e solicitar material para participar de um projeto na data marcada.

27 (domingo) – Reunião Normal 


Orientações para novos Clubes de Desbravadores

Mais um ano está chegando ao fim. Esse é o momento perfeito para iniciarmos os trabalhos para a fundação de um novo Clube de Desbravadores! Podemos aproveitar as férias, os recessos e treinar a nova diretoria, para que o Clube possa estar ativo já desde o início do ano e não perca nenhuma atividade!

É muito gostoso vermos um Clube se erguendo e, posteriormente, vermos os frutos do trabalho deste Clube. É maravilhoso ver crianças se entregando a Cristo, por meio do batismo! Essa Obra não pode ficar parada! Quanto mais Clubes tivermos, mais rápido será a volta de Jesus!

Para ajudar os Clubes que estão começando as suas atividades, separamos os principais posts do Cantinho da Unidade sobre o assunto. Também criamos uma nova página e uma nova tag, para facilitar o acesso a esse material.

Como fundar um novo Clube de Desbravadores?

O que fazem os Desbravadores? Parte 1

O que fazem os Desbravadores? Parte 2

O que fazer numa reunião do Clube?

O sistema de unidades e o trabalho do conselheiro – parte 1

O sistema de unidades e o trabalho do conselheiro – parte 2

O cantinho da unidade

O capitão da unidade – parte 1

O capitão da unidade – parte 2

O secretário da unidade

O que são as Classes Regulares?

O instrutor das Classes

Planejamento das Classes

Especialidades: aprendendo a pesquisar

Como conseguir garotos e garotas para participar do Clube?

Ofícios

Planejando um acampamento para os desbravadores (1)

Planejando um acampamento para os desbravadores (2)

Planejando um acampamento para os desbravadores (3)

Livro de atas

Ficha de avaliação da unidade

Ordem unida

O Estatuto da Criança e do Adolescente e os Desbravadores

Esse material já vai te dar uma nova visão sobre como, porque e o que fazer no Clube de Desbravadores. É fundamental também vocês baixarem o Manual Administrativo e os Manuais das Classes, que serão os livros de cabeceira de vocês nas próximas décadas, rs.

Uma ótima maneira de guiar o planejamento de vocês em relação às atividades anuais é seguir o Ranking de Desbravadores, independente da sua União, pois ele dá o norte do que todo Clube deve fazer.

Caso ainda haja alguma dúvida, vocês podem consultar a apostila do TBD da APlaC deste ano, com vários desses materiais acima. Vocês também podem entrar em contato com qualquer membro da nossa equipe. Será um prazer servi-los!

Maranata!


Ranking de Desbravadores 2012

A União Centro-Oeste Brasileira (UCOB) divulgou nesta semana o Ranking de Desbravadores para o ano de 2012. A proposta é dar as diretrizes aos Clubes de Desbravadores do que eles devem fazer de atividades durante o ano.

Os requisitos, assim como nas Classes Regulares, abrangem as áreas física, mental e espiritual. Entre eles, há 4 desafios, que se cumpridos, juntamente com mais de 80% dos demais requisitos, conferem o padrão Diamante ao Clube! São eles:

  1. Promover e envolver os desbravadores da igreja na Jornada de Oração Intercessória dos Juvenis e Adolescentes (Meditações – Família por Famílias 2012). Data 17 de março
  2. Impacto Esperança – 24 de março – Promover o envolvimento dos desbravadores da igreja no projeto de distribuir um livro em cada casa do Centro Oeste. Unam-se aos demais líderes da igreja e organize a distribuição em sua região.
  3. Amigos da Esperança – 31 de março – Cada desbravador (a) deve trazer um amigo neste dia e leva-lo para almoçar em sua casa. Convidando-o para a Semana Santa em Família.
  4. Semana Santa em Família – Treinar e Organizar os desbravadores em equipes para dirigirem a semana santa em família. Serão 10.000 Lares de Esperança em toda UCOB. (Vale como a Voz dos Juvenis).

Ao final do ano, de acordo com a pontuação adquirida, os Clubes concorrem a 4 padrões:

Ao realizar todos os itens de cada área e os 4 desafios o Clube será categoria DIAMANTE.
Ao realizar acima de 81% de todos os itens de cada área sem os 4 desafios categoria OURO.
Ao realizar até 80% de todos os itens de cada área a categoria será PRATA.
Ao realizar até 60% de todos os itens de cada área a categoria será BRONZE.

As Classes Regulares e a classe bíblica são obrigatórios, ou seja, sem eles, independente da porcentagem alcançada, o Clube não recebe nenhum dos padrões!

Apesar do Ranking ser de uma União específica, ele pode ajudar qualquer Clube da DSA a montar o seu cronograma de atividades. Então, clique AQUI para baixar e comece o seu ano com força total!


Planejar um acampamento, para a classe de Líder

Sabemos que um líder não é formado apenas por cumprir 16 ou 88 requisitos de um cartão. Existe muito mais além disso: espiritualidade, dedicação, garra, esforço, amor… E se existe um requisito, tanto na classe de Líder quanto em Classes Agrupadas, que junta todos esses fatores é: “Demonstrar o crescimento de sua liderança e habilidade no ensino, completando três dos seguintes requisitos: Ajudar a planejar e coordenar um acampamento de Clube ou unidade.” 

Na coordenação de um acampamento o líder encontra diversas situações onde pode desenvolver de maneira prática as habilidades que tem aprendido nas instruções teóricas da classe. O que ele aprender, jamais esquecerá!

Existem vários pontos a considerar ao se planejar e coordenar um acampamento: segurança, tipo de terreno, acesso, água, transporte, alimentação… Aqui mesmo no Cantinho da Unidade vocês já viram dicas para montar o programa, as provas, além de diversas outras dicas sobre: mapas topográficos, bússola, declinação magnética, purificação de água, barracas, sacos de dormir… Tudo isso você encontra na nossa seção Arte de Acampar.

O foco de hoje é no planejamento do acampamento pelo aspirante a líder. O modelo abaixo é bastante útil e didático, pois delimita bem as atribuições de cada um, facilitando a organização geral. A idéia é que o instrutor explique cada atribuição e faça a divisão, conferindo, posteriormente, o andamento de cada uma das seções.

Para um melhor aproveitamento, é recomendado que este planejamento seja iniciado com pelo menos 3 meses de antecedência, para que haja tempo hábil para todos cumprirem satisfatoriamente as suas funções. Lembrem-se que o planejamento adequado é a chave do sucesso!

São sete as áreas a serem trabalhadas: I – Programação espiritual; II – Provas; III – Instrução; IV – Inspeção e Disciplina; V – Civismo; VI – Infra-Estrutura; VII – Intendência.

Eis as atribuições de cada uma:

I – Aos responsáveis pela Programação Espiritual compete:
a. Planejar e dirigir as meditações matinais;
b. Planejar e dirigir o Programa de Abertura;
c. Planejar e dirigir o Programa de Encerramento;
d. Planejar e dirigir o Fogo do Conselho;
e. Planejar e dirigir o culto noturno;
f. Providenciar pessoas responsáveis em dirigir o momento de cântico das programações;
g. Providenciar, no mínimo, um cantor para cada programação.

II – Aos responsáveis pelas Provas compete:
a. Planejar todas as provas do acampamento, sejam instrutivas, recreativas ou histórias;
b. Listar, para cada prova, o tempo necessário para a realização, número de pessoas envolvidas, objetivos, materiais necessários;
c. Dirigir e fiscalizar a realização de todas as provas;
d. Desenvolver as planilhas do sistema de pontuação.

III – Aos responsáveis pela Instrução compete:
a. Listar todas as atividades das classes possíveis de serem realizadas no acampamento;
b. Planejar e desenvolver uma metodologia de ensino para cada uma destas atividades;
c. Providenciar meios para o cumprimento das mesmas.

IV – Aos responsáveis pela Inspeção e Disciplina compete:
a. Fazer a inspeção de toda a área do acampamento, incluindo: barracas, uso de pioneirias, cozinha, latrina;
b. Fazer anotações referentes aos atos de indisciplina cometidos pelos desbravadores durante todo o período do acampamento;
c. Assegurar o cumprimento das normas estabelecidas para o bom funcionamento do acampamento;
d. Desenvolver as planilhas a serem utilizadas na inspeção.

V – Aos responsáveis pelo Civismo compete:
a. Providenciar um local para o hasteamento das bandeiras;
b. Coordenar o hasteamento e arriamento das bandeiras;
c. Conduzir a apresentação dos ideias e hino dos desbravadores;
d. Providenciar e responsabilizar-se pelos materiais necessários à realização desta atividade.

VI – Aos responsáveis pela Infra-Estrutura compete:
a. De acordo com a realidade do local do acampamento, montar uma planta de toda a estrutura a ser montada;
b. Providenciar os materiais necessários para a construção das cozinhas e dos sanitários;
c. Construir os sanitários;
d. Auxiliar as unidades na montagem das cozinhas e do acampamento;
e. Responsabilizar-se pela segurança estrutural de todos os locais onde será realizada alguma atividade.

VII – Aos responsáveis pela Intendência compete:
a. Fazer um levantamento de todo o material que será utilizado pelas outras equipes;
b. Fazer um orçamento deste material;
c. Providenciar a aquisição destes materiais;
d. Responsabilizar-se por ele durante todo o evento.

VIII – À secretaria compete:
a. Providenciar as autorizações para a participação dos desbravadores no evento;
b. Providenciar o seguro;
c. Gerenciar o sistema de pontuação do acampamento;
d. Cuidar do equipamento de primeiros socorros. 

Não se esqueçam que, ao final do acampamento, é necessária uma avaliação.

Ficha de avaliação da unidade

Como vocês já viram, há muitas atividades para serem feitas no Cantinho da Unidade. E uma delas, atribuição do secretário da unidade, é preencher a ficha de presença.

Não existe uma ficha padrão oficial, porém muitos conhecem e trabalham com uma ficha que geralmente é distribuída pelos Campos. 

Qual o objetivo dessa ficha? Além de ser uma ficha de presença, ela é o “raio x” da unidade, uma fonte de informações para que os conselheiros e diretores associados saibam como está a vida do desbravador dentro do cantinho da unidade e até mesmo fora dele.

A ficha de avaliação da unidade é fundamental para o bom andamento do Clube, por isso deve ser preenchida em todas as reuniões. Se você ainda não tem um modelo em seu Clube, clique AQUI e AQUI para baixar. O primeiro arquivo é em formato .docx, para que você possa substituir o nome do seu Clube, o logo, o esquema de cores e até mesmo os requisitos avaliados, caso julgue necessário. O segundo arquivo é em formato .pdf, para uma correta visualização do arquivo. Talvez seja necessário instalar uma fonte nova, clique AQUI para baixá-la.

Esta ficha faz parte do projeto Desbravador Destaque (em outro momento postamos sobre o projeto aqui). Nela trabalhamos os seguintes requisitos: pontualidade, uniforme, material, disciplina, leitura bíblica, ajuda comunitária e mensalidade. Cada item vale 10 pontos, cabendo ao Clube definir como será feita a adaptação dos pontos não completos, por exemplo, atrasado 5 minutos, 10 minutos…


Modelos de ofícios para desbravadores

Tenho certeza de que se perguntassem para cada um de nós o que é o Clube de Desbravadores, faríamos aquela propaganda. Descreveríamos como são as nossas atividades, as classes, as especialidades, as caminhadas, os acampamentos, os ralas… Os nossos olhos brilhariam ao falar e tentaríamos transmitir para a pessoa o máximo do que é ser um desbravador!

Mas se o Clube é tão bom assim, por que as pessoas nem sequer ouviram falar? Acho que o problema é que nós não nos mostramos a elas, não nos mostramos à sociedade, não é verdade?

Nos últimos meses trabalhamos no projeto de fundação de um novo Clube em São João d’Aliança, interior de Goiás, mas que ainda é da APlaC. No último treinamento descobrimos algo que nos deixou de queixos caídos: a secretária municipal de educação tinha enviado uma carta para a Igreja pedindo algum tipo de projeto para as crianças da cidade!

Amigos, não existe nenhum programa melhor para crianças e adolescentes de 10 a 15 anos em qualquer cidade do que o Clube de Desbravadores! Então vamos parar de nos esconder! Isso não só prejudica por não termos mais membros por falta de conhecimento como por não termos patrocínio para as nossas atividades.

Para vocês terem uma idéia, em agosto estávamos visitando a Granja do Torto, em Brasília, para visualizarmos a área do nosso VI Campori de Desbravadores. Estava acontecendo um evento de motoqueiros (nada contra os motoqueiros). Descobrimos que eles haviam recebido um patrocínio do Governo de mais de 800 mil reais! Onde é que nós estamos até agora que não corremos atrás das necessidades dos nossos desbravadores? Os seus desbravadores já deixaram de ir a algum evento por causa de dinheiro??? Está na hora disso acabar!

Bem, para conseguirmos algum patrocínio ou ajuda de qualquer entidade, seja privada ou do Governo, precisamos nos comunicar através de ofícios, documentos oficiais específicos para isso. O assunto pode variar de solicitar o espaço físico de uma escola para as reuniões do Clube, passe livre no zoológico e até mesmo o aluguel de algum ônibus.

Para ajudá-los, vamos disponibilizar AQUIAQUIAQUI e AQUI quatro modelos diferentes de ofícios, elaborados conforme o Manual de Redação da Presidência da República. Com base neles, é só você substituir o assunto, os dados e o pedido. Os parágrafos 1, 3 , 4 e 7 (do primeiro modelo) podem ser usados em todos os ofícios, pois dão as informações básicas sobre o Clube e põe o Clube à disposição da empresa ou do Governo. Prestem bastante atenção no uso correto dos pronomes de tratamento, disponíveis no manual de redação acima.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...