Archives

Fanfarra vs banda marcial

banda_marcial_principal

Como diferenciar uma banda marcial de uma fanfarra? Simples! A diferença está na variedade e quantidade de instrumentos de percussão e sopro e na extensão de notas que os instrumentos alcançam. Melodicamente falando, a fanfarra é mais simples do que a banda marcial.

  • Fanfarra: predominam os instrumentos de percussão. Pode ser dividida em fanfarra simples e fanfarra com um pisto (pistão ou válvula – botão que aperta para liberar ou restringir a passagem do ar).
    • Fanfarra simples: é composta por instrumentos de percussão (bumbos, surdos, tarol, pratos, etc.) e pelos metais que não possuem pisto (corneta, cornetão, trombone de vara). Como os metais não possuem o pisto, eles só alcançam no máximo 3 notas.
    • Fanfarra com um pisto: mais complexa que a fanfarra simples, pois os metais alcançam mais notas por possuírem o pisto (trompete, trombone, bombardino, etc.).
  • Banda marcial: também possui instrumentos da família da percussão e da família dos metais. É mais completa, pois possui metais usados em orquestras, que são mais completos por possuem todos os pistos, então alcançam todas as notas. A diferença entre a banda e a orquestra é que a banda têm características militares e as apresentações são em marcha.
  • Banda musical: composta pelos instrumentos da banda marcial e pelos instrumentos da família da madeira (flauta, sax, clarineta, etc.). As apresentações são em locais fechados.

Muitas pessoas têm dúvidas sobre a quantidade e quais instrumentos colocar na fanfarra ou banda marcial do seu Clube. Isso vai depender de quantas pessoas você terá para tocar, seus recursos financeiros e se você terá alguém para ensinar (principalmente os metais).

Uma coisa que vale ressaltar é que não importa o tamanho da sua fanfarra, ou quais instrumentos você possui. Até o ano passado a fanfarra do meu Clube era composta apenas por instrumentos de percussão (bumbo, surdo, tarol, prato e triângulo) e mesmo sendo uma fanfarra pequena participamos de vários desfiles. Neste ano vamos incorporar instrumentos com um pisto e instrumentos melódicos.

Então se você não tiver condições de ter vários instrumentos, não deixe que isto seja um empecilho para o seu Clube, pois o simples também é belo! Só depende da sua dedicação!

1- Andressa

Por que uma fanfarra?

Fanfarra

“Sem a música, a vida seria um erro.” Friedrich Nietzsche

Por que devemos instituir a fanfarra ou banda marcial no Clube? A resposta é simples! A música é uma importante ferramenta de transformação social, e esse não é um dos objetivos do Clube de Desbravadores?!

A música estimula as pessoas a desenvolverem de forma consciente o conhecimento artístico. Quando esse conhecimento é desenvolvido, abrimos novos horizontes na mente dos desbravadores além de ajudar no desenvolvimento da criatividade, autoconfiança e da disciplina. Com isso estaremos ajudando o desbravador a desenvolver dons ou talentos, que ele utilizará para o resto da vida.

No início pode ser difícil trabalhar com a banda marcial ou a fanfarra, pois para um ouvido não acostumado o som dos instrumentos de percussão pode incomodar um pouco. Mas com o passar do tempo, quando os desbravadores forem aprendendo os toques, aqueles ta-ta-ta-bum-ta-ta-bum se tornarão uma música agradável de ser ouvida.

Queremos incentivar você, que ainda não tem uma banda marcial ou fanfarra no seu Clube, a montar a sua! Clubes que têm fanfarra ou banda marcial podem ajudar mais no processo de evangelização da cidade, pois nada chama mais atenção do que um belo desfile.

Os instrumentos são caros, mas não deixe que isso seja um problema. Uma sugestão é que você faça um planejamento de quantos e quais instrumentos deseja ter, prepare o orçamento e apresente para a direção da sua Igreja e para o representante político de sua cidade ou município.

Para o representante político?! Sim, isso mesmo!! O Clube deve ser um parceiro da comunidade e qual prefeito, vereador ou administrador, não gostaria de ter uma bela banda tocando nos desfiles de sua cidade?

Você percebeu que neste texto usei dois termos: banda marcial e fanfarra. Muitas pessoas pensam que são sinônimos, porém não é bem assim. Segue uma ideia resumida da diferença de cada um.

Banda marcial: os instrumentos são mais complexos (alcançam mais notas).

Fanfarra: geralmente os instrumentos são mais de percussão e pode ser dividida em fanfarra simples e fanfarra com um pisto (botão para apertar).

Nos próximos posts falaremos mais sobre a diferença entre a banda marcial e a fanfarra; como preparar esse planejamento e orçamento que será entregue para os líderes da Igreja e para o representante político; cuidados e manutenção dos instrumentos e muito mais.

1- Andressa

A fanfarra no Clube de Desbravadores

Desfile cívico de Maringá: presença das fanfarras dos Clubes Cidade Canção, Jardim Alvorada e Refúgio

Desfile cívico de Maringá: presença das fanfarras dos Clubes Cidade Canção, Jardim Alvorada e Refúgio

Desde que participei do meu primeiro campori, em 1999, me encantei ao ver as fanfarras de alguns Clubes tocando. Observar e ouvir pessoas tocando sempre me chamou a atenção, tanto é que às vezes gosto de tentar sublimar a voz dos cantores para prestar atenção nos instrumentos de algumas músicas. Para quem estava acostumado apenas em ouvir um pianista na Igreja, ver dezenas de crianças tocando, cada uma um instrumento diferente, foi motivo de grande admiração! Infelizmente, meu Clube não tinha uma fanfarra…

Não ter uma fanfarra infelizmente é a regra, e não a exceção nos Clubes de Desbravadores. Provavelmente, o alto valor dos instrumentos e a falta de um profissional para ajudar nos ensaios sejam os principais motivos. Porém, queremos lançar a vocês um desafio para 2014, montar uma fanfarra para o seu Clube! Para isso, dedicaremos alguns posts sobre esse assunto nas próximas semanas.

Desfile cívico de Maringá: presença das fanfarras dos Clubes Cidade Canção, Jardim Alvorada e Refúgio

Desfile cívico de Maringá: presença das fanfarras dos Clubes Cidade Canção, Jardim Alvorada e Refúgio

A música é fundamental no desenvolvimento humano. Ela inspira, eleva, fortalece nossas capacidades mentais e espirituais (dependendo da música, é claro, rs). O próprio Deus foi o autor da música e ela deve ter um papel importante na vida do cristão. Podemos citar também os benefícios da música para a saúde que são amplamente divulgados pela mídia, como estimular o desenvolvimento cognitivo, acalmar, aliviar dores, melhorar a memória…

beneficios-da-musica-para-a-saude

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/06/musica-acalma-ajuda-na-atividade-fisica-e-tambem-pode-aliviar-dores.html

Isso considerando apenas o ouvir a música. Com relação a tocar um instrumento, há o desenvolvimento da coordenação motora, do raciocínio, da disciplina e da socialização, visto que cada um deve tocar o seu instrumento para formar uma única música que seja harmônica, rítmica. Nada melhor para crianças de 10 a 15 anos em pleno desenvolvimento físico, mental e espiritual, não acham?!

O melhor é que os instrumentos de uma fanfarra são simples de serem tocados e todas as crianças têm capacidade para aprender um, ainda que sejam os pratos ou o triângulo, que são indispensáveis em uma boa marcha ou música! Sim!, basta tirar esses dois instrumentos e veremos que muitas músicas/marchas não terão a mínima graça!

Clube de Desbravadores Luzeiros do Vale

Clube de Desbravadores Luzeiros do Vale

Mas enfim, como vou conseguir montar uma fanfarra para o meu Clube? Fique de olho no nosso Cantinho que em breve traremos algumas sugestões.

1- Alberto

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...