Amigos da onça

Dois caçadores conversam em seu acampamento:
— O que você faria se estivesse agora na selva e uma onça aparecesse na sua frente?
— Ora, dava um tiro nela.
— Mas se você não tivesse nenhuma arma de fogo?
— Bom, então eu matava ela com meu facão.
— E se você estivesse sem o facão?
— Apanhava um pedaço de pau.
— E se não tivesse nenhum pedaço de pau?
— Subiria na árvore mais próxima!
— E se não tivesse nenhuma árvore?
— Sairia correndo.
— E se você estivesse paralisado pelo medo?
Então, o outro, já irritado, retruca:
— Mas, afinal, você é meu amigo ou amigo da onça?

Há alguns anos atrás meu pai me contou pela primeira vez a anedota (historinha) que você acabou de ler. Eu achei muito engraçado, pois amigos de verdade não colocam amigos em confusão, certo?

Queria meditar com você em um trecho muito interessante da Bíblia: a conversa de Jó com seus amigos.Elifaz, Bildade e Zofar eram amigos de longa data do rico e bondoso Jó. Mas um dia, quando Jó foi pego por alguns desastres em sua casa e família, esses amigos vieram questionar o que tinha acontecido com ele.

Não sabiam, entretanto, que o que se passava com Jó era uma provação, um momento de dificuldade, imposto pelo inimigo de Deus. 

Quando lemos a história completa, vemos que Jó sempre foi inocente em todos os acontecimentos. Ele perde seus bens, rebanhos, casa e filhos, não por que tinha feito algo de errado. Tudo foi causado pela inveja que Satanás tinha, de pessoas que eram fiéis à Deus.

Deus tem muitas pessoas fiéis aqui nesta terra, como Jó. Eu e você podemos ser fiéis! Note tambémque Deus, no final, restitui todos os bens, filhos e prosperidade a Jó, quando a prova de sua lealdade se acaba e quando o Universo inteiro consegue ver a bondade de Deus, em contraste com a maldade de Satanás.

Mas no meio da história vemos os “amigos” de Jó, tentando ajuda-lo, mas de forma errada. Amigos de verdade não se acusam. Amigos de verdade não entristecem uns aos outros com palavras desencorajadoras. Amigos de verdade não pioram a situação!

Elifaz acusou Jó de ter pecado (Jó 4). Bildade força Jó a pedir perdão por algo que ele não tinha cometido (Jó 8). Zofar o acusa de ser culpado e diz que ele merecia esse castigo (Jó 11). Mas Jó sabia que ele não tinha culpa nenhuma, muito embora estivesse sofrendo.

Ao final, vemos Jó clamando a Deus e Deus lhe dando alívio.

Querido amiguinho, amiguinha. Lembre-se que as pessoas nesta terra podem nos decepcionar. Muitas vezes o farão. Elas podem nos deixar pra baixo, nos acusar de coisas que não fizemos. Mas faça como Jó! Mantenha a confiança em Deus.

Em Jó 19:25 nos lemos uma das passagens mais bonitas sobre confiança escritas na Bíblia, ditas por Jó: “Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra”. Não importa o que aconteça. Confie em Deus, ele jamais irá te decepcionar.

Isso que é amigo!

E como pagar o mal que os “amigos da onça” nos fazem? Faça como Jó. Vamos ler o final da história, em Jó 42:7-9?

Tendo o SENHOR falado estas palavras a Jó, o SENHOR disse também a Elifaz, o temanita: A minha ira se acendeu contra ti e contra os teus dois amigos; porque não dissestes de mim o que era reto, como o meu servo Jó. Tomai, pois, sete novilhos e sete carneiros, e ide ao meu servo Jó, e oferecei holocaustos por vós. O meu servo Jó orará por vós; porque dele aceitarei a intercessão, para que eu não vos trate segundo a vossa loucura; porque vós não dissestes de mim o que era reto, como o meu servo Jó. Então, foram Elifaz, o temanita, e Bildade, o suíta, e Zofar, o naamatita, e fizeram como o SENHOR lhes ordenara; e o SENHOR aceitou a oração de Jó.

Jó pagou o mal que recebeu dos seus amigos com bem, orando por eles. Quando ele fez isso, diz a Biblia que “Mudou o SENHOR a sorte de Jó, quando este orava pelos seus amigos; e o SENHOR deu-lhe o dobro de tudo o que antes possuíra” (Jó 42:10).

Quando você encontrar um “Amigo da Onça”, ore por Ele. Deus vai abençoa-lo e muito mais você!

Pr. Harley Souza Costa Burigatto
Pastor Distrital em Naviraí/MS 

Líder Master Avançado
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *