A força da dinâmica

working-together-small

Abordamos, anteriormente, a importância de variar a metodologia para semear o Evangelho da salvação no coração de nossos desbravadores através das atividades espirituais que seu Clube oferece, especialmente os momentos de meditação.

Um método interessante e muito útil para esse fim é encontrado nas chamadas dinâmicas. Há uma disciplina da física, dentro da mecânica, que se chama “dinâmica”, responsável por estudar os movimentos dos corpos, em conjunto com as forças que os produzem. E a origem grega dessa palavra tem a ver com “poder”, “força”.

Quando falamos de ensino e metodologia, a dinâmica é o fator que movimenta os aprendizes e intensifica a força do aprendizado. Você pode planejar o calendário de culto de seu Clube, seguindo a orientação de nosso texto anterior, bimestral, ou até mesmo semestralmente. Assim, é possível já separar as dinâmicas apropriadas para cada tema espiritual e mesmo aproveitando as datas diferenciadas como Páscoa, Dia das Mães, Natal, Finados (esta última é uma excelente oportunidade para ensinar o que a Bíblia diz sobre a morte!) etc.

Uma boa dinâmica deve envolver todo o grupo, movimentando-o, fazendo com que interajam entre si e com objetos que facilitem a assimilação da lição que se quer ensinar. É muito importante salientar, porém, que a dinâmica não é um fim em si mesma, mas uma metodologia para se alcançar um objetivo, nesse caso, fixar uma lição espiritual na mente dos juvenis.

Um exemplo simples, mas eficaz de dinâmica, consiste em dividir o Clube em grupos menores (pode-se aproveitar as próprias unidades, ou mesclá-las, para promover a união do Clube), distribuir um texto bíblico sobre o tema do dia para cada grupo e, em seguida à leitura do texto, dar a cada grupo um objeto, escolhido aleatoriamente (caneta, apito, boné, papel higiênico, corda, pincel ou outro bendito objeto que passe por sua mente e que não ofereça risco à integridade física e moral da meninada). Os grupos deverão, no tempo estipulado, criar uma ilustração com o objeto recebido para reforçar a essência do texto lido e apresentá-la a todos os demais.

Esse foi só um exemplo (mas que sempre dá certo!). Mas há dinâmicas com bexigas, barbantes, cadeiras, sapatos… Compre um livro de dinâmicas em grupo, pesquise na internet, crie você mesmo, mas não deixe de utilizar esse recurso divertido e eficaz na fixação das verdades bíblicas que nossos meninos precisam interiorizar e praticar em suas vidas.

Lembre-se: “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida”. Tiago 1:5. E ele também nos concede criatividade. Se você for criativo, se surpreenderá com a criatividade de nossos desbravadores!

Que o SENHOR nos abençoe!!!

1- Geraldo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *