Arquivos

Atualização das classes de liderança

Para aqueles que gostam de novidades, essa aqui é especial! A Divisão Sul-Americana – DSA revisou as classes de liderança de desbravadores e o novo cartão está disponível pela editora Sobretudo e, um pouco mais para frente, nos Campos.

A DSA trabalhou para deixar as três classes (líder, líder máster e líder máster avançado) mais aplicáveis ao dia a dia dos Clubes de Desbravadores, sem que isso prejudicasse o nível de exigência.

“Mas e se eu já tiver começado o meu cartão, e agora?” Calma, não se desesperem, rs. O prazo para a transição é de dois anos, ou seja, até 2021 o cartão antigo continua válido.

Conforme informação no site oficial dos Desbravadores, com os novos cartões temos três opções:

Para quem estava fazendo o cartão antigo: 

1) Pode continuar a cumprir os requisitos e ser investido até 2021.
2) Pode usar o novo cartão e migrar os requisitos já cumpridos.

Para quem vai começar as classes de líder, líder máster ou líder máster avançado em 2020:

3) Deve usar o novo cartão. 

Lembramos que desde o final do ano passado está disponível o cartão virtual pelo portal Encontre um Clube. Após a validação de início pelo diretor ou secretário do Clube, o candidato a uma das três classes pode optar por cumprir toda a sua classe em formato digital, sem necessidade de uma pasta física. Mas por enquanto, essa é uma opção, ou seja, a pasta física continuará sendo aceita por um tempo.

Mas enfim, o que mudou da última revisão, de 2012? 

ORIENTAÇÕES GERAIS

– Foram adicionadas as informações sobre a pasta virtual das classes de liderança feitas no SGC.

– Para se fazer uma nova prova (caso seja reprovado) precisa esperar apenas 15 dias e não mais três meses. 

– Quem sofre disciplina ou remoção agora perde o lenço de líder e, consequentemente, o direito de usar o uniforme. Para a revalidação, além de cumprir alguns requisitos específicos, precisa passar novamente pela investidura (no antigo não precisava de nova investidura em casos de disciplina ou remoção). 

LÍDER

– Opção entre fazer o ano bíblico jovem ou ler a Bíblia completa em dois anos.

– A prova do livro Salvação e Serviço foi substituída por uma prova sobre o Manual Administrativo do Clube de Desbravadores. 

– A prova do ECA foi substituída por um curso online no SGC-EaD sobre o assunto. Para quem concluir o curso com o aproveitamento estipulado será emitido um certificado. Para o cumprimento do requisito é necessário apresentar o certificado impresso.

– Substituição de reação à leitura do livro “Mensagens aos Jovens” pelo livro “O Libertador” (O Desejado de Todas as Nações – versão atualizada).

– Substituição da especialidade de Arte da pregação cristã para a especialidade de Arte de contar histórias cristãs. 

– Ampliação das possibilidades de função na direção do Clube (antes somente contavam os cargos de conselheiro, diretor associado e diretor).

– Inclusão de um requisito de visitação às crianças.

– Não é mais necessário ser instrutor de uma classe avançada, apenas de uma regular.

– Substituição do treinamento promovido pelo Campo nas áreas de Ministério Pessoal, Escola Sabatina, Pequenos Grupos e Evangelismo para participação em projetos relacionados ao Clube e à Igreja local.

LÍDER MÁSTER

– Não são mais obrigatórias as classes avançadas para iniciar e/ou se investir na classe.

– Opção de fazer o ano bíblico convencional ou em áudio.

– Não é mais necessário a leitura completa do livro “A Ciência do Bom Viver”, apenas alguns capítulos selecionados. A reação à leitura passa de três páginas para apenas uma página. 

 Não é mais necessário fazer Mestrado em Saúde ou Ciência e Tecnologia.

Ampliação das possibilidades de função na direção do Clube (antes somente contavam os cargos de diretor, diretor associado e secretário).

 Não é mais necessário fazer a tese/monografia de 15 a 20 páginas ou ministrar uma aula num curso de máster.

– Opção entre dar estudos bíblicos para uma família ou para uma classe bíblica.

Sem dúvida, a principal mudança foi o retorno das sete áreas de concentração (administração e relações humanas, acampamento, evangelismo juvenil e atividades comunitárias, criatividade, ordem unida e civismo, educação campestre e recreação). O candidato deve escolher e cumprir duas delas. Acreditamos que essa mudança é muito positiva, pois direciona o aperfeiçoamento de acordo com os dons e habilidades individuais. Ainda, os requisitos foram ajustados de forma a tornar as áreas mais equilibradas, do ponto de vista do nível de exigência.

LÍDER MÁSTER AVANÇADO

– Opção de fazer o ano bíblico convencional ou em áudio.

– Opção de ser orientador de um candidato a líder ou líder máster, no período de um ano ou até a investidura.

– Remoção do requisito do Mestrado em Ecologia ou Habilidades Domésticas.

– Não é mais obrigatório que o estudo bíblico culmine no batismo para que o requisito seja concluído.

Assim como na classe de líder máster, líder máster avançado tem novamente as sete áreas de concentração e o candidato deve escolher uma para se aperfeiçoar. Os requisitos também foram ajustados para manter o equilíbrio no nível de exigência em cada área. A seção “VII – Capacitação aplicada”, do antigo cartão, foi ajustada dentro da área de administração e relações humanas.

Referências: Site Oficial dos Desbravadores DSA

E aí, o que achou das mudanças? Compartilha aqui com a gente! Fiquem de olho que em breve publicaremos os requisitos das três classes.

 

Dia mundial do desbravador 2018 – vamos com todos

Atenção líderes!

Já está disponível para download o sermão e o cartaz oficiais do Dia Mundial do Desbravador 2018, a ser comemorado no dia 15 de setembro.

Baixe agora mesmo e já vá preparando o seu Clube para essa grande festa na sua Igreja! Fique de olho que postaremos aqui dicas para o culto divino, JA, ornamentação e muito mais!

1-Alberto

Divisão Sul-Americana publica duas novas OMDs

Divisão Sul-Americana publica duas novas OMDs: a 013/2018, que versa sobre alterações no Manual Administrativo do Clube de Desbravadores, especificamente acerca dos procedimentos para a compra de emblemas e a 014/2018, que trata de mudanças no Regulamento de Uniformes.

Com a publicação do novo Manual Administrativo do Clube de Desbravadores, em 2013, ficou instituída a Orientação do Ministério de Desbravadores – OMD (p. 104). Trata-se de um veículo oficial da Divisão Sul-Americana para a regulamentação de procedimentos oficiais.

Desde então, a DSA já publicou 14 OMDs, que versam principalmente sobre ajustes nas classes. Outros assuntos, como a regulamentação do uniforme de gala para casamento e alterações no próprio Manual Administrativo, também foram objeto de algumas OMDs.

O objetivo da OMD é agilizar o processo de regulamentação e ajuste de materiais oficiais.

1-Alberto

Sermão do Dia Mundial do Desbravador 2017 – Sobre a rocha

Atenção líderes!

Já está disponível para download o sermão oficial do Dia Mundial do Desbravador 2017, a ser comemorado no dia 16 de setembro. O cartaz já havia sido divulgado e pode ser acessado AQUI.

Baixe agora mesmo e já vá preparando o seu Clube para essa grande festa na sua Igreja! Fique de olho que postaremos aqui dicas para o JA, ornamentação e muito mais!

Download SERMÃO

1-Alberto

Dia mundial do desbravador 2017 – cartaz

A Divisão Sul-Americana lançou esta semana o tema oficial para o dia mundial do desbravador 2017: Sobre a Rocha! Abaixo disponibilizaremos os links para download do cartaz tanto em formato JPG quanto PDF.

Imprima, já comece a lançar a ideia na sua igreja e fique de olho para o sermão oficial e para as nossas sugestões para programa!

PDF

JPG

Aplicativo Desbravadores – atualização

banner-app

Os desbravadores da Divisão Sul-Americana ganharam de presente hoje, no dia mundial do desbravador, a atualização do aplicativo oficial.

Anteriormente o aplicativo disponibilizava para consulta rápida apenas os requisitos das classes e especialidades. Com a atualização, contamos agora com 9 recursos: ano bíblico, estudo bíblico, bíblia, classes, especialidades, manuais, cartão virtual, clubes e vídeos.

aplicativo-desbravadores

Para conferir cada item da atualização, confira o vídeo abaixo, elaborado pela Divisão Sul-Americana.

No momento, o aplicativo está disponível nas plataformas Android e IOS. Clique abaixo para baixar.

goodesbraitunesporticon

Caso você já tenha o aplicativo instalado, baixa acessar o Google Play ou o App Store, localizar o aplicativo e clicar na opção de atualizar.

1-Alberto

Sermão do Dia Mundial do Desbravador 2016 – A grande conquista

Atenção líderes!

Já está disponível para download o sermão e o cartaz oficiais do Dia Mundial do Desbravador 2016, a ser comemorado no dia 17 de setembro.

Baixe agora mesmo e já vá preparando o seu Clube para essa grande festa na sua Igreja! Fique de olho que postaremos aqui dicas para o culto divino, JA, ornamentação e muito mais!

Download SERMÃO

Download CARTAZ

1-Alberto

Voluntários implantam Clube de Desbravadores em escola estadual

1

Para quem me conhece, sabe que acredito no potencial imenso que o Clube de Desbravadores tem. Infelizmente, tenho observado que esse grande potencial tem sido desperdiçado atualmente, na maioria das vezes… Mas essa semana vi uma reportagem que me trouxe grande alegria. É esse tipo de envolvimento, projeto, inovação que o movimento está precisando. Nós temos uma grande ferramenta evangelística nas mãos, vamos usá-la!

Confiram:

Curitiba, PR…[ASN] O Colégio Estadual Homero Baptista de Barros, em Curitiba, abriu suas portas ao Clube de Desbravadores Darash, da igreja adventista Novo Mundo, para realizar reuniões regulares com os alunos, todas as terças-feiras, no contraturno das aulas. O que era para ser uma simples e objetiva divulgação dos Desbravadores em ambiente escolar se tornou um desafio que tem alcançado crianças e buscado fazer a diferença na comunidade local.

2

“Tive a oportunidade de conhecer o Neil (vice-diretor do clube) e ele trouxe o projeto pra cá, explicou todo o funcionamento, e eu achei muito interessante aplicar os Desbravadores no contraturno do nosso colégio. Percebi que eles têm uma série de iniciativas embasadas em princípios cristãos. Entendemos que é uma espécie de complemento das atividades curriculares que acontecem aqui. Os alunos têm gostado, e o mais importante: os pais têm apoiado”, analisa o diretor do colégio, Celso Ribas.

As reuniões dentro da escola, compostas de atividades físicas, manuais, mentais e também espirituais são bem parecidas com as que acontecem em outros clubes aos domingos pela manhã. Na verdade, esses alunos são uma extensão do clube Darash, formando novas unidades femininas e masculinas.

3

Para a realização desta iniciativa, o grupo voluntário conta com o apoio de quem possa ajudar com instruções nos diversos assuntos que abordam o universo dos Desbravadores. Apesar das dificuldades em ter as atividades realizadas durante a semana, Ailson Batista, diretor do clube Darash, garante que o esforço vale a pena. “É cansativo, mas gratificante. Se todo o nosso trabalho e cansaço for para levar essas crianças ao Reino dos Céus, então vale a pena”, diz.

Unidade Aguias

O trabalho voluntário é realizado com alunos de 6º e 7º ano

Diferença na comunidade

Denise Wroblewski, de 11 anos, tem tido experiências diferentes junto ao clube. Logo que a direção divulgou em sala de aula as atividades que se iniciariam, a aluna já teve intenção de se inscrever. “O diretor foi falando e perguntando quem queria participar. Eu quis porque falaram o que iria ter e eu achei legal, mas foi melhor do que eu imaginei. Estou achando bem legal. Estou aprendendo sobre a Bíblia e eu não sabia muita coisa”, conta a garota.

Além das reuniões regulares, os voluntários sonham em fazer ainda mais pelos alunos e também pelo colégio que os acolheu. “O nosso objetivo é investi-los em lenço, e um sonho é levá-los para o Campori da Associação Sul Paranaense (sede regional da Igreja Adventista que coordena o trabalho dos Desbravadores na localidade) que ocorrerá em novembro. Mas sabemos que é um grande desafio em relação aos recursos, já que são crianças carentes. Também queremos ajudar os pais e fazer uma horta comunitária aqui no colégio para que os produtos possam ser utilizados na própria cantina”, planeja Neil Chagas, vice-diretor do clube.

O clube Darash completa 10 anos de existência em 2016, e é pioneiro neste tipo de iniciativa, além do trabalho que já realiza junto às Unidades de Acolhimento da Prefeitura de Curitiba, atendendo meninas em situação risco como membros do clube. [Equipe ASN, Jéssica Guidolin]

1-Alberto

Dia mundial do desbravador 2016 – cartaz

A Divisão Sul-Americana se adiantou em 2016 e já publicou o cartaz para o Dia Mundial do Desbravador. Clique AQUI para baixar o arquivo em PDF e também no formado psd, para photoshop.

Além da publicação do cartaz, sugere a seguinte ordem para o programa do culto:

1. Use o Manual Administrativo do Clube de Desbravadores (MAD)

A) Siga o roteiro de programa conforme se acha no MAD, pp. 181 e 182.
B) Leia também no MAD pp. 183 e 184 para ver sugestões de um bonito visual (bandeira, triângulo, ideais do clube, etc) em relação ao Dia Mundial do Desbravador.
C) Se você ainda não tiver o MAD, veja aqui!

2. Apresente um breve histórico do seu clube com os seguintes detalhes:
A) O ano de fundação.
B) Em quantos eventos regionais, de Associação, União e Divisão esteve presente, e que padrão alcançou em cada um deles.
C) Quantos batismos ocorreram no ano passado no clube e quantos foram e serão batizados neste Batismo da Primavera.
D) Apresentação dos que já foram membros do clube.
E) A quantidade de desbravadores que há em sua Associação/União/ na Divisão Sul-americana (200.000) e no mundo (1.530.000).

3. Termine com um maravilhoso Batismo da Primavera.

1-Alberto

Adventist Help

fum (800x533)

“No amor não há medo”. 1 João 4:18

Hoje nós temos um post muito especial para vocês. Durante o Campori da Divisão Intereuropeia, tivemos a oportunidade de conhecer o pastor romeno Mihai Brasov, que bondosamente nos enviou esse pequeno relato de uma experiência maravilhosa que viveu como voluntário na Grécia. Confiram!

Nós[1] estávamos nos preparando para irmos como voluntários por uma semana nas ilhas Lebos. Um dia antes de irmos, os ataques em Paris tomaram a cena. E isso mudou a maneira como muitos europeus viam os imigrantes.

Mas naquele momento, nosso chamado ficou ainda mais claro: pessoas estavam sofrendo e vivendo em perigo. Onde Jesus estaria nesses momentos, senão entre seus irmãos mais insignificantes?

De 22 a 29 de novembro nós ficamos em Skala Sykaminea, Lebos, Grécia. Nós passamos lá momentos muito marcantes, ajudando crianças, adultos e idosos a rir novamente e a recuperar a esperança em um novo amanhã. Nós pudemos fazer muitas coisas: ressuscitar os afogados, transportar os doentes, vestir aqueles que estavam com as roupas molhadas, aconselhar e até trabalhar na limpeza.

A clínica móvel Adventist Help (Ajuda Adventista, tradução livre) é o caminho perfeito para atender às necessidades básicas dos refugiados. Eles foram recebidos por Michael-John Von Hörsten, o coordenador do projeto, Mark Alt – coordenador das atividades daquela semana e por uma ótima equipe de médicos e voluntários de muitos países de toda a Europa.

As respostas às orações dos nossos amigos foram tão evidentes e fascinantes. Eu gostaria de contar para vocês apenas a história de uma família onde Deus criou um contexto especial.

No hospital, os médicos deram a ele uma dose de insulina a fim de estabilizá-lo e eles nos aconselharam a levá-lo para o campo de refugiados de Moria (o maior campo de refugiados na ilha, estabelecido para milhares de refugiados de 12 países). Nós deixamos a família lá ao cuidado de alguns médicos (apesar do fato de eles não terem insulina), que prometeram dar uma atenção especial a eles e a lidar com seus problemas.

Enquanto eu entrava no carro para deixar o campo a fim de ir para casa, fui dominado por um sentimento de tristeza, especialmente porque eu não tinha pegado o contato dessas pessoas que eu tinha começado a valorizar. Tínhamos ficado satisfeitos com apenas orar por eles seguir o nosso próprio caminho.

No dia seguinte, eu fui novamente ao hospital, desta vez com uma família de iranianos que tinha que ir lá para identificar os corpos de seus dois filhos que haviam morrido. Eu deveria ter ficado lá por horas, mas uma senhora dos EUA, uma advogada que cuidou do caso, me disse que eu poderia voltar porque ela ia cuidar da família. Enquanto eu saía do hospital, eu fiquei emocionado ao pensar que eu poderia ir ao acampamento Moria e procurar a família afegã. Quando eu cheguei lá, descobri que as coisas estavam completamente diferentes.

No dia anterior, 4000 refugiados chegaram e a presença do exército foi necessária a fim de manter as coisas calmas. Tentei chegar ao local onde nos despedimos na noite anterior, mas a tenda médica não estava mais lá. Restaram apenas alguns guindastes móveis. Do outro lado, um grupo de soldados estava bloqueando meu caminho. Fiz uma breve oração, sorri e tentei passar entre os soldados. Eles me permitiram passar.

O que eu vi era irreal. Milhares de pessoas reunidas em um só lugar. Alguns deles estavam dormindo no campo, outros estavam esperando em enormes filas para serem registrados, enquanto outros estavam lavando suas roupas, comendo ou me olhando com desconfiança. Eu procurei por aquela família por meia hora, mas sem qualquer resultado.

[tribulant_slideshow gallery_id=”4″]

 

Eu fui embora desapontado, mas havia algo em mim que não me deu paz.

Enquanto dirigia para fora do acampamento, vi à minha esquerda um monte coberto de barracas. Parei o carro e fui lá, na esperança de encontrá-los. Em menos de cinco minutos eu vi a família correndo em minha direção. Nós nos abraçamos, tiramos fotos e trocamos endereços. Eles também me levaram ao seu abrigo para me mostrar onde estavam vivendo.

No terceiro dia, o número de barcos que chegavam diminuiu. Então, à noite, eu pedi permissão ao Mark para sair mais cedo. Pouco antes de sair, um médico da Flórida veio até mim e me deu um saco preto. “Eu encontrei na praia. Tem remédios dentro. Veja o que você pode fazer com eles!”. Para mim foi um dos momentos mais impressionantes porque dentro havia… insulina! Florentina, a médica da nossa equipe, avaliou os outros medicamentos. Tudo o que estava dentro era para diabéticos. Então eu fui visitar nossos amigos afegãos levando um grande presente para eles.

Foi uma noite incrível. A família estava sobrecarregada. No começo eles estavam um pouco estressados porque não tinham nada para nos oferecer, conforme as regras árabes de hospitalidade, mas uma das meninas encontrou a solução perfeita: um pacote de goma de mascar. Nós cortamos pela metade todas as gomas de mascar e dividimos entre todos nós. Depois de uma noite cheia de histórias contadas sob a luz de uma lanterna, onde cantamos um hino cristão, e eles cantaram uma surata do Alcorão, nos despedimos com a promessa de que um dia nós nos encontraríamos novamente.

Mas até então, só temos que esperar quando a família de Deus estará junta novamente e nós encontraremos nosso refúgio.

Mihai Brasov, pastor, Bucharest

[1] O primeiro grupo de voluntários romenos para o projeto Adventist Help foi composto por Alex Sandulache, Clara Constantin, Diana Iana, Florentina Grigore, Larisa Marcu and Mihai Brasov.

1- Romênia



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...