Saco de dormir – conhecendo e escolhendo

astro-ampliado-3

Por ser um item fundamental, o cuidado na escolha é imprescindível. E, para isso, você precisa levar em consideração uma série de detalhes e dicas, que listamos abaixo. Mas, antes disso, é importante que você considere como pretende usar seu equipamento, em que ocasião e situação etc. Vai acampar perto do carro? Irá usá-lo em acampamentos selvagens e, portanto, precisará carregá-lo dentro da mochila? Você só acampa em praias e em lugares quentes? Precisa de um equipamento ‘multi-funções’, que vire um edredon na casa de praia ou quer um saco de dormir que suporte temperaturas negativas?

Uma pessoa dormindo produz apenas 25% da energia que ela produziria acordada, por isso é muito importante escolher bem seu saco de dormir. Sentir frio ou calor e suar muito durante a noite a ponto de não conseguir dormir bem não significa, necessariamente, que você comprou um saco de dormir de má qualidade. Pode demonstrar apenas que o saco de dormir que está usando não é o mais apropriado para sua situação ou local em que você está. Porém, para que as informações sejam mais bem assimiladas, precisamos começar entendendo como perdemos calor e como mantê-lo. 

Balanço Térmico: Se sentimos calor, então o calor gerado por nosso corpo é igual ou maior do que o calor perdido para o ambiente ao nosso redor. O calor é gerado pelo metabolismo. Mas, como perdemos calor? Isso se dá por:

  • Condução: Ao entrar em contato com uma superfície mais fria, nosso corpo começa perder calor, pois existe uma busca pelo equilíbrio térmico. Neste caso, estamos falando especialmente do chão embaixo de nosso corpo;
  • Convecção: Estamos constantemente aquecendo o ar à nossa volta, criando um “micro-clima” confortável. Porém, como este ar não fica aprisionado ao nosso redor, qualquer circulação de ar ou movimentação faz com que este ar seja carregado para longe, fazendo com que nosso corpo aqueça o ar à nossa volta de novo. Isso faz com que percamos calor constantemente.
  • Respiração: Ao respirarmos, o ar precisa entrar em nossos pulmões a uma determinada temperatura. Por isso, ao respirarmos um ar muito frio, nosso corpo perde calor ao aquecer o ar ao passar pelo sistema respiratório.
  • Evaporação: O suor é um mecanismo de redução da temperatura corporal. Quando evapora, o suor carrega consigo calor, fazendo com que a temperatura seja reduzida. Quando estamos dormindo em ambientes frios, o impacto da evaporação para a perda de calor é muito pequeno.
  • Irradiação: Nosso corpo está constantemente irradiando calor. Também não possui um impacto tão grande, mas é sempre bom usarmos um gorro ao dormir, pois muito calor é irradiado pela cabeça, uma vez que o couro cabeludo é muito irrigado por capilares. Por isso, sacos de dormir para locais mais frios sempre possuem um capuz.

As duas maneiras de se perder calor mais importantes para uma pessoa dormindo ao ar livre são condução e convecção.

Para uma noite confortável, precisamos de um balanço térmico satisfatório, ou seja:

Calor Gerado = Calor Perdido (por Convecção, Condução, Respiração, Evaporação e Irradiação).

Agora que já sabemos como funciona o balanço térmico do nosso corpo, vamos à escolha do saco de dormir. Três pontos devem ser observados: material de enchimento, formato e faixa de temperatura.

As escolhas começam no material de enchimento do saco de dormir, que é o que vai promover o isolamento e reter o calor do corpo, criando o “micro-clima” que a perda de calor por convecção normalmente impossibilitam.

  • Fibra Sintética: Estas fibras são filamentos ocos, onde o ar fica aprisionado e é este ar que é usado como isolante térmico. São fabricadas através de um processo de consolidação térmica e são siliconadas, para aumentar seu poder de compressão e enchimento com ar, melhorando o isolamento térmico. Abaixo, algumas de suas características:
    • mais barato que a pluma;
    • seu isolamento é pouco afetado quando fica úmido;
    • requer menos manutenção.

  • Pluma: também conhecidos como Duvet (do francês) e Down (do inglês), geralmente são plumas de ganso. O fator decisivo nos sacos de pluma é a qualidade das mesmas. Esta qualidade é expressa pela proporção entre plumas e penas pequenas, que no caso das melhores marcas é de 90/10 (90% de plumas e 10% de penas pequenas), que é a proporção de mais alto desempenho. A origem das plumas também é um fator muito importante. As aves que vivem em climas mais severos possuem plumas mais densas e maiores. Por isso, as plumas de ganso de áreas ao norte da Europa possuem penas de melhor qualidade do que os gansos domesticados criados na China. Abaixo, algumas de suas características:
    • mais caro que os sintéticos;
    • seu poder de isolamento é muito afetado quando fica úmido, por isso é mais indicado para lugares de clima seco;
    • maior taxa de compressão (relação peso x volume);
    • mais leve;
    • maior poder de isolamento;
    • manutenção mais difícil (mas nada que não se possa fazer);

A próxima escolha a se fazer é o formato do saco de dormir. 

  • Múmia (Mummy) ou Sarcófago: são os mais indicados para trekking e caminhadas mais técnicas, principalmente em locais mais frios. O ideal é sempre usar um saco de dormir que literalmente vista você, pois quanto mais espaço sobrando, mais calor será necessário para aquecer o ar que ficará nestes espaços. Como este tipo de saco de dormir acompanha o formato do contorno do corpo, não sobra muito espaço livre.
  • Retangular: são mais usados para camping e não para trekking ou caminhadas mais técnicas. Também são muito usados por quem vai passar a noite em um chalé ou abrigo, onde não existe necessidade de nada muito técnico, e pode ser usado como manta ou cobertor.
  • Semi-retangular: é mais afunilado que o retangular, mas não tão justo como o sarcófago. Este modelo troca menor peso e maior conservação de calor por mais liberdade para movimentação.
Por fim vem a escolha da faixa de temperatura, que muitas vezes é feita erroneamente, podendo trazer alguns prejuízos. O isolamento de um saco de dormir depende de uma serie de condições de uso (vento, temperatura ambiente, roupas, isolamento do chão, umidade, possibilidade do saco de dormir molhar e etc). Além disso, as pessoas reagem de forma diferente no frio.
  • Gênero: As mulheres de uma forma geral sentem mais frio do que os homens. Por isso, a norma separa as temperaturas de conforto para o homem e para a mulher, que em geral é 5 °C mais elevada.
  • Idade: Pessoas mais novas, de até 25 anos, possuem uma taxa metabólica maior do que a de pessoas mais velhas, e consequentemente geram mais calor.
  • Condicionamento Físico: A exaustão reduz a geração de calor. Por isso pessoas mal condicionadas sentem frio mais rapidamente.
  • Experiência: Pessoas com mais vivência ao ar livre vão estar mais bem preparadas para montar a barraca no melhor lugar (levando em consideração posição do sol, vento e etc), isolar melhor o saco de dormir do chão e etc.

Todos estes fatores devem ser levados em consideração, além de estação do ano, histórico das temperaturas máximas e mínimas na região e altitude.

Entenda as faixas de temperatura:

Indicadores de temperaturas de Conforto, Limite e Extremo.
Crédito da imagem: Eliseu Frechou

  • Temperatura de Conforto (Confort): temperatura na qual uma mulher padrão dormirá confortavelmente.
  • Temperatura Limite (Transition): temperatura mais baixa, na qual um homem padrão dormirá confortavelmente. Também é chamada de Temperatura de Transição.
  • Temperatura Extrema (Risk): a partir desta temperatura (faixa de risco), uma forte sensação de frio deve ser esperada. Existe risco de danos à saúde por hipotermia. A norma define como sendo a “temperatura onde uma mulher padrão, em condições de frio extremo, vai resistir apenas por um período de 6 horas. Para minimizar perda de calor no saco de dormir, ela está em posição fetal. A temperatura da pele está em 29 ºC e o metabolismo basal ligeiramente aumentado por ela estar tremendo. Existe grande risco de hipotermia.”

Resumindo, nunca compre seu saco de dormir com base na Temperatura Extrema. Se você é mulher, use a Temperatura de Conforto e se você é homem, use a Temperatura Limite. É recomendado sempre deixar uma margem de erro, ou seja, veja sempre um saco cuja temperatura seja de 3 a 5 ºC inferior à que você precisa.

Uma boa opção é a utilização de liners, uma espécie de “lençol” para forrar seu saco de dormir. Eles têm basicamente 2 funções: manter seu saco de dormir limpo por dentro (é muito mais fácil lavar o liner do que o saco de dormir!) e aumentar a temperatura de isolamento, tendo a propriedade de aumentar a temperatura em até 8 ºC. Em noites mais quentes, ele pode ser usado sem o saco de dormir, apenas como um lençol. Pode ser lavado na máquina de lavar e seca rapidamente.

Por fim, não existe mágica: não existe um saco de dormir super pequeno, ultra leve e que ainda assim agüente temperaturas baixas. Procure sempre a etiqueta do fabricante indicando que o produto está em conformidade com a norma européia (EN 13537) que define as faixas de temperatura para sacos de dormir.

Últimas Dicas: Uma boa noite de descanso não depende apenas do saco de dormir que você está usando, mas também da superfície onde você está e de como você dorme:

  • O isolante térmico é muito importante para isolar você do chão. Mesmo o melhor enchimento de saco de dormir não vai evitar que você perca calor para o chão.
  • Se a temperatura ambiente é de +2 °C e a velocidade do vento é de 30 km/h, a sensação térmica será de -3,8 °C. Portanto, abrigue-se! Use sempre uma barraca ou um saco de bivaque.
  • Nunca durma com suas roupas molhadas, pois a perda de calor é muito maior do que com roupas secas.
  • Aproximadamente 30% do calor é perdido pela cabeça. Mesmo que seu saco de dormir tenha capuz, durma com um gorro.
  • Uma alimentação balanceada e uma bebida quente antes de dormir vão ajudar a esquentar seu corpo. Isso é muito importante, pois o saco de dormir não gera calor. Apenas retém o calor produzido pelo corpo.
  • Se o organismo está desidratado não vai gerar calor de forma adequada. Portanto, hidrate-se o tempo todo.

No vídeo abaixo temos um apanhado geral sobre os pontos que devemos observar na escolha do saco de dormir.

Aqui estamos tratando apenas sobre alguns aspectos das características dos sacos de dormir, para saber mais sobre estas características leia as fontes abaixo. No próximo post falaremos sobre o cuidado e manutenção de seu saco de dormir. Bons sonhos em seu saco de dormir!

Fontes:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *