Questão de esforço

Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Js. 1:6. 

Trabalho como contador em uma escola e faz algum tempo que venho planejando, junto com a secretária da escola, a organização de nosso arquivo. O local onde ficam os documentos antigos dos dois departamentos transformou-se em um verdadeiro deposito e precisávamos fazer uma seleção do que era importante para podermos descartar o restante.

Então planejamos que na segunda-feira, 10 de outubro, todos iriam com uma roupa mais velha para poder colocar a “mão na massa”. No dia da organização cheguei animado e logo comecei a carregar caixas, mudar armários de lugar, mudar prateleiras, desempacotar caixas… Fiz todo tipo de esforço para deixar o ambiente com cara nova. De fato o trabalho ficou muito bom, mas no final do dia, todo o meu corpo doía, parecia que tinha sido nocauteado por um boxeador, até para caminhar para minha casa (que fica bem próximo ao meu trabalho) foi difícil.

Então naquela noite comecei a pensar que se eu tivesse que fazer este tipo de trabalho no dia seguinte eu não conseguiria, o esforço era demasiado grande, eu comecei a reclamar que não tinha condições de desenvolvê-lo diariamente. Posso confessar para vocês que até para dormir foi difícil.

No dia seguinte coloquei meu uniforme do escritório (ainda com dores) e fui trabalhar. No caminho que leva ao trabalho está tendo a construção de uma casa, então fiquei observando que os trabalhadores daquela obra estavam ali todos os dias, chegavam mais cedo do que eu ao trabalho, saíam mais tarde e faziam muito mais esforço do que fiz em todo o meu “grande dia de trabalho”. Então, por que eles não reclamavam de dores? Percebi que a diferença estava na prática, no fazer cotidiano.

Neste momento me veio à mente minha vida espiritual diária, por que é tão difícil tirar um “tempinho” para Deus? Por que temos dificuldade de ficarmos 5 minutos lendo a Bíblia e conseguimos passar 2 horas assistindo a um filme, sem ao menos sair do lugar? Entendi que tudo é uma questão de prática.

O que venho praticando mais é justamente aquilo que eu mais faço e com maior facilidade. Com esta simples experiência percebi como Deus age de várias maneiras, utilizou minhas dores musculares e alguns pedreiros para me mostrar que meus hábitos espirituais precisam ser melhorados.

Caros amigos, não é fácil deixarmos velhos hábitos e trilhar um novo rumo, mas esta semana percebi que não teremos bons resultados (como no caso do meu arquivo) sem esforço de nossa parte e com certeza não teremos uma maior comunhão com Deus, não ouviremos sua voz e não conseguiremos ter alegria em Sua presença se não nos esforçarmos. Tenha certeza que cada sacrífico que fazemos em nome de nosso Deus será gratificante em nossa vida diária, mas principalmente pelo deleite eterno das maravilhas que o nosso Criador preparou para cada um de nós. Tudo não passa de uma QUESTÃO DE ESFORÇO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *