Não é só pelos 20 centavos!

cofrinho12

“Não é pelos 20 centavos, é pelo que eles representam!”. Esse era o grito de guerra dos manifestantes que tomaram as ruas de São Paulo no ano passado. Mas o que isso tem a ver com o Clube de Desbravadores? Continue nos acompanhando que você já vai saber.

Um fator primordial para o Clube funcionar bem é o equilíbrio nas finanças. Para conseguir dinheiro, o Clube depende das ofertas da igreja, de doação de pessoas que gostam de desbravadores, de patrocínio de empresas, de campanhas de arrecadação e das mensalidades dos desbravadores. Cada um desses métodos apresenta algumas dificuldades, mas o mais problemático deles é a cobrança das mensalidades.

Muitos Clubes são de regiões muito carentes, onde às vezes as crianças não têm nem condições de ter um sapato. O que fazer nesses casos? Simplesmente não cobrar mensalidade? Infelizmente não é essa a atitude correta, e dizemos isso por nossa própria experiência.  Já cometemos esse erro algumas vezes.

Pode parecer estranho, mas pagar a mensalidade do Clube faz parte da formação do caráter do desbravador, portanto, mesmo em locais carentes precisamos cobrar alguma coisa. Não é pelo dinheiro, o pouco que ele vai poder pagar não vai fazer muita diferença no orçamento do Clube, mas é pelo que esse pouco representa.

Na vida tudo que tem valor tem um preço. Não entendo bem a psicologia por trás disso, mas as pessoas tendem a valorizar muito mais aquilo que tem um preço do que aquilo que é gratuito. Por isso a participação no Clube não pode ser grátis. Que seja pouco, um real, cinquenta centavos, mas cobre alguma coisa.

A proporcionalidade entre o nível econômico da comunidade e o valor da mensalidade também é muito importante. Não adianta cobrar R$ 10,00 em uma região carente e também não adianta cobrar R$ 5,00 em um lugar de alto poder aquisitivo. Deve haver equilíbrio.

Mas e se o desbravador não tiver MESMO condições de pagar? Nesses casos você tem duas alternativas: procurar um padrinho para esse garoto e encorajar a gratidão desse desbravador à pessoa que o está custeando ou usar sua criatividade e inventar pequenos trabalhinhos (ajudar a organizar a sedo do Clube, por exemplo) para que ele possa pagar com o trabalho.

Deste modo você estará ensinando ao seu desbravador a lutar pelo que ele acha importante, isso fará uma grande diferença na vida dele.

1- Éveni

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *