Métodos para acender fogo sem fósforo, parte 1

Um conhecimento importante para acampantes é como fazer fogo, pois ter uma fogueira no acampamento é fundamental para várias coisas, como aquecer o corpo, secar roupas, purificar água, cozinhar alimentos, iluminar o acampamento, repelir insetos, espantar animais perigosos, dar senso de segurança e conforto, fornecer fumaça para sinalização a equipes de resgate, etc.

Mas o que fazer se você estiver sem fósforo ou sem isqueiro? Existem vários métodos, alguns mais simples, outros mais complexos. Mas todos necessitam de prática. Saber essas técnicas pode aumentar sua autoconfiança ao acampar e também são uma forma de diversão para algumas pessoas.

Na especialidade de Acampamento III pede-se para conhecer seis diferentes maneiras de se acender uma fogueira sem o uso de fósforos e construir uma utilizando uma das maneiras. Para explicar melhor cada um dos métodos e suas variações, vamos dividi-los em dois posts. Após conhecê-las, experimente as que você achar mais viável e pratique.

  • Pedra de sílex ou quartzo ou pirita

Veja aqui como fazer o char cloth utilizado no vídeo acima.

  • Pederneira (iniciador de fogo)

  • Lente de vidro
As técnicas que serão apresentadas abaixo têm princípio semelhante: aproveitar a energia de raios solares refletidos ou refratados. Essa energia se “concentra” no foco – o ponto onde os raios convergem antes de divergirem novamente.

  • Variações do método da lente
    • Gelo – A técnica é uma variação do método que usa uma lente de aumento, no caso substituída por gelo. O gelo precisa ser transparente para que o método funcione.Remova as porções turvas do gelo e apare o gelo em formato redondo e abaulado como uma lente de aumento. Veja o vídeo abaixo (em inglês).

    • Lata e chocolate: este método só dá certo em dias de sol forte. A base da lata funciona como um espelho côncavo. É preciso polir o alumínio, esfregando um pedaço de chocolate (fig. 1) e depois um pano (fig. 2) até o fundo da lata ficar bem brilhante. Aí você deve posicionar o material inflamável – algo como um palito com capim seco na ponta – no ponto focal, onde os raios refletidos convergem. Para localizar esse ponto, é recomendável usar óculos escuros, tanto para a proteção dos olhos quanto para reduzir a luminosidade do ambiente. (Não coma o chocolate, ele fica cheio de alumínio).
    • Água e plástico transparente: Junte as pontas do plástico, formando um saco que deve ser preenchido com um pouco de água que você tiver, por exemplo, num cantil. Aqui também o sol é essencial: o saco d?água vai funcionar como uma lente para concentrar os raios e incendiar sua “isca”: materiais como palha, capim seco, estopa ou casca de árvore.

    • Água e garrafa pet

No próximo post da seção falaremos sobre atrito, ar comprimido e faísca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 ideias sobre “Métodos para acender fogo sem fósforo, parte 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *