Arquivos

Especialidade de Mariposas e borboletas: preparando a instrução

Esta especialidade trata sobre um grupo de insetos bastante particular, interessante e que fascina o ser humano há bastante tempo, e o objetivo deste post é auxiliá-lo na preparação desta especialidade para ser ensinada para seus desbravadores da melhor maneira possível.
  1. Objetivos
    1. Caracterizar os lepidópteros e diferenciá-los dos outros insetos. (sugestão para melhor compreensão da especialidade)
    2. Observar e descrever as escamas da asa de um lepidóptero em lente de aumento. (requisito 4)
    3. Aprender o significado de termos aplicados aos lepidópteros. (requisito 2)
    4. Descrever o ciclo de vida de um lepidóptero. (requisito 9)
    5. Retirar uma lição do ciclo de vida dos lepidópteros relacionada à ressurreição dos justos. (requisito 9)
    6. Conhecer uma espécie de borboleta que realize uma grande migração. (requisito 7)
    7. Diferenciar borboletas e mariposas. (requisito 1)
    8. Distinguir espécies diferentes por meio do casulo. (requisito 3)
    9. Aprender a importância dos lepidópteros para o meio ambiente e para o homem, descrevendo como podem ser prejudiciais e como podem ser benéficos, e definindo em que fase da vida isso acontece. (requisitos 5 e 6)
  2. Materiais
    1. Coleção de lepidópteros (caso possua ou conheça alguém que possua);
    2. Fotografias e imagens de diferentes espécies de lepidópteros e casulos;
    3. Fotos de lepidópteros mostrando utilidade e prejuízo (por exemplo: borboleta polinizando uma flor, lagarta brocando um fruto, etc);
    4. Lentes de aumento e escamas das asas de um lepidóptero;
    5. Textos bíblicos sobre ressurreição dos justos e ilustrações sobre o ciclo de vida de um lepidóptero.
  3. Curiosidades e vídeos interessantes:
    1. A longa viagem das borboletas-monarca – http://cantinhodaunidade.com.br/a-longa-viagem-das-borboletas-monarca/
    2. Criacionismo – A migração da borboleta – http://www.youtube.com/watch?v=fjkTEzj7-V8
    3. Ciclo de vida e migração da borboleta-monarca (em inglês, sem legenda, mas muito bons e simples de entender):
      1. Cresce borboleta – http://natgeotv.com/pt/grandes-migracoes/videos/cresce-borboleta
      2. Acasalamento monarca – http://natgeotv.com/pt/grandes-migracoes/videos/acasalamento-monarca
      3. Ameaça Monarca – http://natgeotv.com/pt/grandes-migracoes/videos/ameaca-borboleta
      4. Marcar borboletas http://natgeotv.com/pt/grandes-migracoes/videos/marcar-borboletas
  4. Trabalhos
    1. Apresentar um trabalho contendo desenhos, pinturas, recortes ou fotografias de 25 mariposas e borboletas diferentes. (requisito 8)
  5. Metodologia
    1. 1º Encontro
      1. Dar a aula sobre os objetivos 1, 2, 3, 4, 5 e 6.
      2. Explicar o trabalho 1 e passar para casa.
      3. Duração: 1 hora.
    2. 2º Encontro
      1. Atividade introdutória: realizar uma atividade diagnóstica sobre o conhecimento prévio dos desbravadores sobre o tema, por meio de algumas perguntas ao grupo. Anotar as respostas em um quadro e comparar ao final da aula.
        • Qual a importância dos lepidópteros para a natureza e para o homem? Os lepidópteros são prejudiciais ou benéficos?
      2. Fazer uma revisão sobre a instrução anterior.
      3. Dar a aula sobre os objetivos 7, 8 e 9.
      4. Duração: 50 min.
      5. Sugestão: realizar a instrução em uma visita a um borboletário.
    3. 3º Encontro
      1. Receber o trabalho
      2. Aplicar a prova

Para ver fontes confiáveis para preparar a aula, sugerimos a leitura do post Especialidade de Mariposas e Borboletas: aprendendo a pesquisar.

Clique aqui para baixar este plano de aula.

Fique à vontade para nos ajudar, sugerindo atividades que possam ser feitas na especialidade e boas fontes para responder seus requisitos.

Santuário, para a classe de Guia (PI)

“E farão um santuário para mim, e eu habitarei no meio deles”. Êxodo 25:8

A compreensão da doutrina do santuário é de fundamental importância para o completo entendimento do plano da redenção. “Há um santuário no céu, o verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, não o homem. Nele Cristo ministra em nosso favor, tornando acessíveis aos crentes os benefícios de Seu sacrifício expiatório oferecido uma vez por todas na cruz”. (Nisto Cremos, p. 385).

É por esse motivo que temos na classe de Guia o seguinte requisito: “Estudar a estrutura e serviço do santuário no Antigo Testamento e relacionar com o ministério pessoal de Jesus e a cruz”.

E é exatamente pela importância e complexidade do requisito que precisamos ter um bom plano de instrução, para que o desbravador, de fato, aprenda e assimile o proposto pelo cartão da classe. Para aprender mais sobre a importância do plano de instrução no ensino das classes, clique AQUI.

Caso você tenha sugestões de atividades para nos ajudar, deixe seu comentário ou entre em contato conosco. Abaixo segue o plano de instrução. Caso prefira, clique AQUI para baixar.

  1. Objetivos
    1. Identificar cada compartimento do santuário.
    2. Identificar cada móvel, dizendo de que material era feito e como apontava para o sacrifício de Jesus.
    3. Descrever as vestes do sumo sacerdote e estudar em Hebreus 7 e 8 qual é o trabalho de Jesus, hoje, como Sumo Sacerdote.
    4. Descobrir porque quando Jesus morreu o véu do santuário se rasgou.
    5. Correlacionar a profecia das 2300 tardes e manhãs com o serviço do santuário terrestre.
  2. Materiais
    1. Bíblia.
    2. Vídeos do Youtube.
    3. Equipamento para passar os vídeos (computador, caixa de som).
    4. Capítulo 16 da Revista Princípios – o conteúdo texto deve ser estudado antes do momento da instrução. Deve ser impressa uma cópia para cada desbravador.
    5. Capítulo 17 da Revista Princípios – o conteúdo texto deve ser estudado antes do momento da instrução. Deve ser impressa uma cópia para cada desbravador.
  3. Vídeo interessante
    1. Deus tem um endereço? (Série Princípios) – vídeo de abordagem inicial ao requisito.
    2. O dia que o mundo não acabou (Série Princípios).
  4. Trabalhos
    1. Fazer uma série de cartazes ilustrando todos os cômodos e móveis do santuário, seja por meio de desenhos, colagens ou figuras. Cada cômodo/móvel deve ter em sua descrição o nome, o(s) material(is) utilizado(s) na sua construção e a sua função; ou,
    2. Montar uma maquete do santuário, representando cada cômodo e móvel.
  5. Metodologia
    1. 1º Encontro (50 minutos)
      1. Atividade introdutória: assistir ao vídeo Deus tem um endereço?.
      2. Entregar a cópia do texto aos desbravadores e pedir para fazerem o estudo dirigido do tema (última página) no momento da instrução.
      3. Pedir para lerem o conteúdo em casa, para fixar a matéria.
      4. Pedir aos desbravadores para fazerem o trabalho 1 ou 2 para trazer no último encontro.
    2. 2º Encontro (50 minutos)
      1. Atividade introdutória: realizar uma atividade diagnóstica sobre o conhecimento prévio dos desbravadores sobre o tema, por meio de algumas perguntas ao grupo. Anotar as respostas em um quadro e comparar ao final da aula.
        • Usar as perguntas do estudo dirigido, de forma a solidificar as respostas corretas.
      2. Assistir ao vídeo O dia que o mundo não acabou.
      3. Entregar a cópia do texto aos desbravadores e pedir para fazerem o estudo dirigido do tema (última página) no momento da instrução.
      4. Pedir para lerem o conteúdo em casa, para fixar a matéria.
      5. Conferir com os desbravadores o andamento do trabalho (1 ou 2) e lembrá-los que devem trazê-lo no próximo encontro.
    3. 3º Encontro (50 minutos)
      1. Atividade introdutória: realizar uma atividade diagnóstica sobre o conhecimento prévio dos desbravadores sobre o tema, por meio de algumas perguntas ao grupo. Anotar as respostas em um quadro e comparar ao final da aula.
        • Usar as perguntas do estudo dirigido, de forma a solidificar as respostas corretas.
      2. Através de um diagrama e da Bíblia, descrever as vestes sacerdotais e explicar aos desbravadores o seu significado.
      3. Receber os trabalhos.
      4. Através de estudo dirigido, verificar o aprendizado dos desbravadores.
  6. Avaliação
    1. Pedir aos desbravadores para fazerem um relatório das atividades realizadas no caderno de atividades.
    2. Apresentação do trabalho (1 ou 2)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...